ALERTA: TENENTE COMETEU SUICÍDIO DURANTE OPERAÇÃO DO EXÉRCITO NA GREVE DA PM DO RN

Jovem Oficial do Exército, supostamente, cometeu suicídio durante Operação de GLO das Forças Armadas, na Greve da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

O OFICIAL ERA LOTADO NO 23º BC – QUARTEL DO EXÉRCITO EM FORTALEZA-CE

 O Tenente, Júlio César Ribeiro FEITOSA Soares, teria ceifado a própria vida, com tiro de arma de fogo deferido na cabeça, quando alojado em Ginásio em Mossoró-RN, no 1º dia do ano, durante a Operação de GLO – Garantia da Lei e da Ordem, das Forças Armadas.

TEMPOS DIFÍCEIS – COMANDANTES DEVEM AGIR 

O Blog já havia trazido o assunto a lume, quando do suicídio do Tenente Coronel SANTANA, também Oficial do Exército, ocorrido no último Natal, no Rio de Janeiro.

Em verdade, urge necessidade de se investigar e buscar especialistas para urgente solução.

NOSSO MAIOR BEM É A VIDA – A MAIOR PREOCUPAÇÃO DEVE SER COM O PESSOAL

Têm-se consciência que o maior bem é a Vida. Bem esse indisponível.

Repete-se: “os Comandantes Militares, não mais podem omitir-se com as ocorrências de suicídios nas Forças Armadas e devem buscar soluções urgentes, junto a  especialistas”.

NOTA OFICIAL DO EXÉRCITO

Em Nota Oficial, o Comandante da Operação das Tropas Federais em Natal, General Ridauto Lúcio Fernandes, informou que foi Instaurado Inquérito para a apuração da tragédia, pela Organização Militar do Oficial falecido, bem como prestada toda assistência aos familiares.

             “Não há mais como apresentar desculpas de que os fatos são isolados”

5 comentários em “ALERTA: TENENTE COMETEU SUICÍDIO DURANTE OPERAÇÃO DO EXÉRCITO NA GREVE DA PM DO RN

  • 04/01/2018 em 20:32
    Permalink

    E triste ver um garoto ceifar sua vida, mas pense quantos praças que tiveram suas vidas alteradas quando mudaram a legislação do tempo de sv e se viram na rua depois 08 ou 09 anos se dedicando ao EB ninguem se preocupou com suas cabeças, quantos não pensaram em um suicídio fica a deicha ,que deus tenha piedade deste garoto

    Resposta
  • 04/01/2018 em 14:03
    Permalink

    Meus sentimentos aos amigos e familiares. O militar em questao, pelo tempo q convivi, foi comigo e todos q tinham contato com ele uma pessoa muito simpatica, inteligente, e ate compreensiva mesmo. Pude conversar varias vezes durante os poucos anos q servi com ele. Uma pessoa humilde, simples, sempre gostava de conversar. E olha q sou praça. Nunca percebi nada q indicasse tristeza ou essa doença pesada q eh a depressao. Muito triste! Que Deus o receba e lhe dê o conforto que ele tanto precisou e nao encontrou aqui na terra.
    Namastê!

    Resposta
  • 02/01/2018 em 21:34
    Permalink

    Passei três meses na DCPAS como PTTC e o general Teixeira diretor da DCIPAS – Diretoria de Civis Inativos Pensionistas e Assistencia Social, junto com uma psicologa, duas psiquiatras, ambas oficiais e um coronel, palestraram sobre este assunto criado pela DCIPAS, sobre PVV – Programa de Valorização da Vida – suicídio.

    O general começou assim.
    Deveria ter mais campanhas sobre a camisinha, mas estas campanhas são realizadas somente no carnaval, quer dizer que o povo brasileiro só transa no carnaval?
    E campanha do SUICIDIO, não tem.
    E a cada ano no mundo aumenta os suicidios.

    Citou varios casos, inclusive em Aguas Claras onde uma mulher se atirou do 12º andar. Motivo. Dívidas.
    Aquele militar que todos os dias chega alegre, conta piadas, etc, e se um dia chegar diferente, outro dia continua diferente, cola com ele, conversa.
    O suicida não quer morrer, quer livrar-se da dor.

    Resposta
  • 02/01/2018 em 18:40
    Permalink

    Lamentavel esse tipo de notícias que tem sido frequente nas redes sociais, é lamentavel que na caserna não se tem ouvido falar sobre o assuto com extrema significância do problema; Só se ouve falar em ”Estamos lenhados se essa PREVIDÊNCIA SOCIAL FOR APROVADA!”; Oficiais superiores com resseio do que vem por aí…
    ”E Eu no meu minúsculo redulto de QEs sobreiventes da ”Pátria Mãe Amada” temo a ser lembrado até pela minha legítima Mãe…!

    Resposta
  • 02/01/2018 em 18:39
    Permalink

    Lamentavel esse tipo de notícias que tem sido frequente nas redes sociais, é lamentavel que na caserna não se tem ouvido falar sobre o assuto com extrema significância do problema; Só se ouve falar em ”Estamos lenhados se essa PREVIDÊNCIA SOCIAL FOR APROVADA!”; Oficiais superiores com resseio do que vem por aí…
    ”E Eu no meu minúsculo redulto de QEs sobreiventes da ”Pátria Mãe Amada” temo a ser lembrado até pela minha legítima Mãe…!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.