General exige Promoções dos Militares do QE e afronta Alto Comando do Exército

General, chefe da DAProm, exige Promoções de todos os Militares do Quadro Especial até 2º Sargento e expõe divergências  e insatisfação com o Alto Comando do Exército – São 516 Militares prejudicados.

MEDO DA JUSTIÇA E RETRABALHO – EM SUMA: DITOU PELA INCOMPETÊNCIA DA NORMA

O General, Chefe da DAProm – Diretoria de Avaliações e Promoções, em outras palavras, chamou de burra e porca, a Portaria do Exército que não permite às Promoções de todos os Militares do Quadro Especial.

Ressaltou que existe 318 processos de pedido de promoções em ressarcimento preterição, podendo atingir 516, que é o total de militares enquadrados, além de Mandados de Segurança.

Ditou ainda que a medida em vigor, além de injustificável, trás a insatisfação e desunião, entre os militares.

 

VEJA TAMBÉM A MATÉRIA: ‘GENERAIS SENTENCIAM O FIM DAS PROMOÇÕES A 2º SARGENTO QE’

Aprendizado: ‘DAProm não suporta a quantidade de processos administrativos e judiciais referentes às Promoções de Militares – Então, quanto mais processo e ações judiciais, melhor’

25 comentários em “General exige Promoções dos Militares do QE e afronta Alto Comando do Exército

  • 10/03/2018 em 13:30
    Permalink

    Posso estar errado… mas existe uma melhor aceitação no alto comando do pleito dos QE do que dos ST pq até
    o momento os QE nao entrariam no circulo dos oficiais.

    Resposta
    • 10/03/2018 em 16:51
      Permalink

      Grande besteira deles, os subs saem QAO e logo vão pra reserva……é muita mesquinharia não beneficiar seus praças com promoção ao QAO……….por isso estamos nesta M que estamos, chefes incompetentes, lutam contra sua tropa, não lutam por ela……estão assustados com o salários os PMs do Rio de de MG, mais são idiotas, não lutam pelos nossos e nem pelos deles, e ainda ajudaram FHC a criar a MP do Mal…….OS OFICIAIS DAS FFAA (PRINCIPALMENTE OS DO EB), SÃO OS MAIS INCOMPETENTES QUE OS DA PM E BOMBEIROS DE QUAISQUER ESTADO DA FEDERAÇÃO.

      Resposta
    • 10/03/2018 em 19:42
      Permalink

      Os Sargentos do Quadro Especial estão de parabéns. Independente de terem ou não prestado concurso público, terem feito uma Escola de Formação, terem feito o CAS, merecem sim a promoção.

      A promoção serve de estímulo, melhora a condição de vida do militar e dos familiares. Um grande problema nisso tudo foi novamente a Portaria mal redigida, criando uma flagrante quebra na hierarquia e também discriminação. Inicialmente era 48 meses de intertício (em preterição aos Sargentos de carreira pelas Escolas de Formação) e agora 92 meses???

      Percebe-se que a DAProm está mais uma vez perdida, cria Portarias equivocadas (baseada no seu bel prazer e ignorando o Direito) e arruma mais confusões. Chega a ser patético.

      Diante dessa lambança toda, uma boa saída para os Sargentos do Quadro Especial é buscar o socorro na justiça. E como já foi mostrado na reportagem, a demanda já está grande e poderá ser ainda maior. Naturalmente aumenta a pressão e o retrabalho.

      Boa sorte aos Sargentos QE, sejam felizes no seu pleito e que sirvam de exemplo para os demais Subtenentes e Sargentos de Carreira.

      Lembrar que o Direito não socorre os que dormem – (Dormientibus Non Sucurrit Ius).

      Não adianta chorar Subtenente Preterido e demais Sargentos de Carreira. E não adianta se exaltar, querer se rebelar, ser indisciplinado. Se querem mudanças façam valer seus Direitos pela lei, não espere isso por parte dos seus superiores.

      Resposta
      • 13/03/2018 em 13:59
        Permalink

        Excelente o seu comentário. Parabéns!

        Resposta
  • 10/03/2018 em 14:17
    Permalink

    Vejo não foi um afrontamento é sim uma solicitação para o EME fazer uma correção na portaria nr 291, com isso os QE q foram prejudicados pela mesma portaria, sairiam tds promovidos.

    Resposta
  • 10/03/2018 em 14:45
    Permalink

    Realmente não existe nem uma exigência, muito menos confronto, e sim uma solicitação, para que sejam feitos algumas mudanças na portaria

    Resposta
  • 10/03/2018 em 15:32
    Permalink

    O General esta preocupado? Caros Subtenentes preteridos, o General esta preocupado porque sacanearam os QE e estão começando a ter trabalho!!! – também acho justo os QE conseguirem chegar a 2 Sargento. ´´E nos Subs preteridos? ninguém se preocupa? Subtenentes preteridos, prejudicados pela CPQAO que trabalha na ilegalidade, entrem com seus requerimentos, entrem com PAP (Pedido antecipado de Provas) com seus advogados, e entrem na justiça, pois como temos visto nos artigos que Messias Dias publica no DOCUMENTARIO QAO, o processo de promoção a QAO também é todo ilegal.

    Resposta
  • 10/03/2018 em 15:36
    Permalink

    Os general não esta aguentando processo administrativos e judiciais ??? SUBTENENTES PRETERIDOS, que nos os enchamos de processos administrativos e judiciais. Estão se preocupando só com os QES ? (não que eles não mereçam). Mais e nos os Subtenentes oriundos de Escola de Sargento das Armas e Escola de Instrução Especializada ? Estão nos tratando como idiotas!!! Se desfazendo de Nos !!!

    Resposta
  • 10/03/2018 em 15:53
    Permalink

    O QEs merecem sair 2 Sargento, mais e nos os sargentos de Escola, como o Sub Veio disse acima, não merecemos este interstício de 4 anos de 3 sargento para 2 sargento também ?

    Resposta
  • 10/03/2018 em 16:37
    Permalink

    Se o Exército quer mesmo ser a Instituição modelo na Administração Pública, pode começar corrigindo um erro de muitos anos atrás, e promover TODOS os preteridos além de acabar com a pontuação dada pela CP-QAO para os próximos QA. Já será uma primeira demonstração de que pretende corrigir erros passados e obedecer as leis e a Constituição.

    Resposta
  • 10/03/2018 em 17:19
    Permalink

    Será que a portaria foi elaborada seguindo os princípios da administração?

    Todo ato administrativo possui cinco componentes, denominados pela doutrina de requisitos ou elementos, sem os quais haverá nulidade, ou seja, ausente qualquer deles, o ato será nulo.

    São eles a competência, a finalidade, a forma, o motivo e o objeto.

    Todos os atos administrativos válidos devem possuir motivo, pois é um elemento ou requisito do ato administrativo.

    Os atos discricionários, onde há uma liberdade de escolha, uma valoração a respeito da conveniência e oportunidade em relação à prática do ato, é que justamente se faz presente a necessidade da motivação para fins de controle dos referidos atos, não somente em termos de legalidade, mas principalmente de constitucionalidade.

    Resposta
    • 12/03/2018 em 18:22
      Permalink

      É uma sacanagem que fizeram com nós entramos na força sabendo que iriamos com os proventos de 2 aí tiraram isso de nós só queremos a partir de hoje os proventos de de 2 e não retroativo façam isso acontece deixa de covardia com agente

      Resposta
  • 10/03/2018 em 17:25
    Permalink

    não quero desmerecer ninguem, mas acho que cada classe deve lutar pelos seus ideais, todos merecem as promoções sejam de escolas ou do QE, eu juntamente com grupo ultimos dos moicanos fizemos nossa parte não somos medrosos Mandados de Segurança para ajudar a DAPROM a enterpretar melhor as portarias…

    Resposta
  • 11/03/2018 em 09:50
    Permalink

    Saudações a todos os verdadeiros patriotas e amantes das Forças Armadas. Essa solicitação do Gen Luiz Fernando Baganha, salvo outro juízo é o reconhecimento por uma autoridade que lida com promoções, de que ajustes precisam ser refeitos. Nada de mais. O que me causa espécie é a situação vergonhosa da sistemática de promoções dos subtenentes a oficial QAO ainda se manter como está, onde não o mínimo respeito a Constituição da República, ao Estatuto dos Militares e nem mesmo ao senso comum de entendimento que um Subtenente de uma turma de formação que no.QAM não esteja impedido e que esteja apto seja ultrapassado sem critérios transparentes por subtenentes de turmas mais modernas e não bastasse isso, com pontuações em QAM anteriores, mais baixas. O que é preciso fazer para que os nossos Generais do EME, do DGP, e do Cmdo do EB enxerguem que já passou da hora de reformarem essa sistemática de promoções aos graduados de carreira que só desestimula e indigna os honrosos graduados de carreira concursados e seus familiares. Já estou na reserva, mas tenho esperança em Deus que os nossos Generais do Cmdo do EB ainda se dêem conta da injustiça que fazem a esses subtenentes.

    Resposta
  • 11/03/2018 em 10:11
    Permalink

    Saudações a todos os verdadeiros patriotas e amantes das Forças Armadas. Essa solicitação do Gen Luiz Fernando Baganha, salvo outro juízo é o reconhecimento por uma autoridade que lida com promoções, de que ajustes precisam ser refeitos, nada mais justo. O que me causa estranheza e até mesmo uma certa indignação é a situação ainda constrangedora e vergonhosa que ainda se mantém, a sistemática de promoções dos subtenentes a oficial QAO ainda se manter incólume a muitos anos onde não há o mínimo respeito a Constituição da República, ao Estatuto dos Militares e nem mesmo ao senso comum de entendimento que um Subtenente de uma turma de formação que no QAM não esteja impedido e que esteja apto seja ultrapassado sem critérios transparentes por subtenentes de turmas mais modernas e se não bastasse isso, com pontuações em QAM anteriores, mais baixas. Bem diferente do que ocorre com os oficiais de carreira em que jamais uma turma ultrapassa a outra. O que é preciso fazer para que os nossos Generais do EME, do DGP, e do Cmdo do EB enxerguem que já passou da hora de reformarem essa sistemática de promoções aos graduados de carreira?? Que só desestimula e indigna o círculo dos honrosos graduados de carreira concursados e seus familiares. Já estou na reserva, mas tenho esperança em Deus que os nossos Generais do Cmdo do EB ainda se dêem conta da injustiça que fazem a esses subtenentes e façam a reforma e ajustes necessários e assim não será mais preciso que esses honrosos graduados busquem nas únicas vias possíveis num estado democrático de direito, a política e a justiça federal.

    Resposta
  • 11/03/2018 em 13:12
    Permalink

    A única coisa que sei, é: que desde Sd NB, atual EP, desenvolvo função de Sgt. Como Cabo não me faltaram missões, até de Oficial. Atualmente estou na carteira que era de um segundo Sgt Inf com CAS, e já cancei de ouvir do Chefe que sou melhor que ele. Não é Escola ou Academia que faz o Militar e sim a sua vontade de trabalhar, querer fazer. Conheço muito Of Temp e QAO com competência infinitamente superior aos de Academia e Sargenntos do QE, na sua maioria que resolvem os problemas com maior capacidade do que os de Escola, pois a experiência fala mais alto. Fomos verdadeiramente forjados. Conheço QE Bacharel em Direito que ocupa cargo de Of, como assessor jurídico da OM e pergunto: cadê o reconhecimento? Amigos, Militarismo foi criado para os Oficiais de Academia,EsSEx e QCO, mesmo fazendo lambanças a promoção deles a Cel é certa e dentro de um interstício definido. O que eu espero do Exército é a reserva remunerada, mais nada. Abs

    Resposta
  • 12/03/2018 em 08:30
    Permalink

    Mais do mesmo…Portarias inúteis para sacanear os subordinados e que continuam a mostrar as ILEGALIDADES e IRREGULARIDADES cometidas pela DAPROM. Não adianta chorar no blog nem nas unidades, todos que se julgarem prejudicados devem seguir o mesmo caminho: JUDICIÁRIO. Somente essa atitude se juntando aos pedidos administrativos acumulando-se nas mesas daquela Diretoria fará com que algo aconteça. A inércia de nada adiantará, o caminho é entrar na Justiça mostrando as irregularidades fazendo Pedido Antecipado de Provas e comprovando que a DAPROM desobedece a Hierarquia e usa de meios sujos e ilegais para não promover militares por motivos que nem CAXIAS acreditaria, para que assim os tribunais coloquem as coisas nos seus devidos lugares. A promoção é SIM direito e não presunção de direito como a Diretoria diz, além de que a discricionariedade exacerbada nos processos mostra claramente o abuso de autoridade e a falta de critérios CLAROS E LIMPOS nas promoções.

    O Direito não socorre os que dormem – (Dormientibus Non Sucurrit Ius).

    Resposta
  • 12/03/2018 em 08:59
    Permalink

    Enquanto isso os sargentos músicos que tomaram 7 anos de prejuízo na carreira,foram preteridos até pelos QEs, tiveram entre 4 a 5 concursos para fins de promoção na carreira continuam a ver navios como 2 Sgt sendo que teria já direito a promoção de sub, lamentável como a carreira de músico é frustante, o negócio é isso mesmo, justiça!

    Resposta
  • 12/03/2018 em 14:56
    Permalink

    Boa tarde ao senhor Messias e aos caros leitores desse blog. Venho aqui colocar minha insatisfação no que tange essa notícia acima, colocada, pois fui prejudicado sim por não ter saído promovido juntamente com outros 638, 3º Sgt QE, e desde 1º Dez 17, quando fomos cortados erronemente do quadro de acesso estamos tentando reverter essa situação, e o amigo dono desse blog, se quer colocou alguma coisa que nos ajuda-se, pois agora não precisava fazer todo esse alarde com uma notícia que pelo jeito não nos ajuda nem um pouco, quando precisamos não nos ajudou seu Messias pois continue a não nos atrapalhar.
    Obrigado

    Resposta
    • 12/03/2018 em 17:52
      Permalink

      Caro QE revoltado, o Messias Dias sempre apoiou a causa dos QE, há outras noticias mais antigas sobre a situação dos QE neste Blog (E olha que este Blog é novo), é só você se dar ao trabalho de procurar. O companheiro também não pode dizer o que o dono do Blog pode fazer ou não. Se esta noticia sobre a situação dos QE não ajuda a vocês, ajuda a quem? Vai procurar o que fazer companheiro ao invés de fazer ataques de graça…………………ou há outra intenção por trás disto?

      Resposta
  • 12/03/2018 em 21:46
    Permalink

    Por isso amigos que sou do quadro especial e venho candidato a Deputado Federal por Pernambuco em 2018 e todos militares deviam fazer o mesmo e sermos uma bancada forte em Brasília..

    Resposta
    • 19/03/2018 em 22:21
      Permalink

      Isso mesmo, querem promoção mas não sabem lutar por seus direitos. Ficam com inveja da conquista do QE.

      Resposta
  • 13/03/2018 em 05:57
    Permalink

    O ministério público federal deveria olhar essa situação de extrema injustiça!! Como é que uns são promovidos e outros não?!?! Sem falar nas forças co-irmãs QESA e QESM. Aliás, essa primeira, sumariamente ofendida e humilhada.

    Resposta
  • 17/03/2018 em 17:46
    Permalink

    O que acho estranho, para não dizer engraçado, é que nessas horas os Sargentos QEs não pedem apoio ao ídolo deles para pressionar os generais a concederem a promoção, pois sabem que o canalha do Jair Messias Bolsonaro vai simplesmente cagar na cabeça deles.

    Resposta
    • 13/04/2018 em 10:52
      Permalink

      Em resposta ao comentário medíocre exposto acima, o que tenho a dizer é que nós do quadro especial, não temos que pedir apoio a ninguém, pois não devemos nada a ninguém, só estamos reclamando os nossos direitos conquistado com o nosso trabalho de longos anos adquirindo experiência e fazendo jus dos tais, e quem violou os tais direitos tem mais que obrigação de conceder, se esses assessores do general da Daprom fossem mais competentes e flexíveis, poupariam a diretoria de promoções de tantos retrabalhos, eu acredito que teve alguém entre a equipe que mostrou muita má vontade para com os QE, será que é inveja ou orgulho próprio, pois saibam vocês os que não concordam com a situação dos Sgt QE serem promovidos, que nós do quadro especial temos muito mais dignidade de promoção do que muitos de escola que se acham os tais, mais na hora que a experiência cobra a atitude, se mostram frouxos demonstrando extrema incompetência.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.