Felicitações a Força Naval do Brasil: 13 de dezembro – “Dia do Marinheiro”

Para comemorar o Dia do Marinheiro, a Marinha do Brasil está realizando visitas abertas ao porta-helicópteros Atlântico, aquisição que conferiu às forças navais importantes capacidades anfíbias e de operações com helicópteros embarcados para a manutenção da segurança do Atlântico Sul e a defesa dos interesses nacionais em qualquer parte do planeta.

O Dia do Marinheiro é celebrado em homenagem ao patrono da Marinha, Joaquim Marques Lisboa, conhecido como Almirante Tamandaré ou Marquês de Tamandaré, nascido em 13 de dezembro de 1807. Este ano, com o intuito de promover maior aproximação com a sociedade nessa importante data, a Marinha resolveu mostrar ao público uma de suas mais importantes embarcações, o PHM Atlântico, maior navio de guerra operado por um país da América Latina.

​A visitação pública e gratuita, iniciada no último dia 11, termina nesta quinta-feira. Ela acontece no Armazém 1 do Píer Mauá, no Rio de Janeiro, das 14h às 18h.

​De fabricação britânica, o ex-HMS Ocean, como era chamado antes de ser rebatizado, tem 203,43 metros de comprimento, capacidade para operar simultaneamente sete aeronaves em seu convés de voo e transportar até 12 aeronaves em seu hangar. O navio, que pode levar até 800 militares e desembarcá-los por helicópteros ou usando suas quatro lanchas, pesa 21.578 toneladas quando carregado. O Atlântico custou ao Brasil US$ 109 milhões, mas o governo britânico já havia pagado US$ 92 milhões só pela modernização pela qual o navio passou entre 2013 e 2014, segundo informações da Marinha do Brasil.

​Em entrevista à Sputnik Brasil, o comandante da embarcação, o capitão-de-mar-e-guerra Giovani Corrêa, afirmou que o PHM Atlântico complementa as capacidades atuais da Marinha com sua versatilidade e excelentes possibilidades de comando e controle, podendo ser empregado em qualquer região do globo.

“Até o início deste ano, ele era o navio-capitânia da Marinha do Reino Unido. Então, foi um navio muito bem conservado ao longo do tempo em que ele operou com a Marinha inglesa”, disse o militar.

​Construído pelas empresas Kvaerner Govan e Vickers Shipbuilding Enginnering Limited (VSEL), em Barrow-in-Furness, na Inglaterra, em meados dos anos 1990, com o batimento de quilha em 30 de março de 1995, o PHM Atlântico foi lançado ao mar em outubro do mesmo ano e comissionado em setembro de 1998. Junto às forças britânicas, o navio participou de diversas operações, incluindo ações humanitárias nas costas de Honduras e Nicarágua e no Kosovo, intervenção do Reino Unido em Serra Leoa, guerra do Iraque, ação da OTAN na Líbia e Jogos Olímpicos de Londres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.