Mão Amiga: Exército vai construir ponte em estrada que desabou no Tocantis

Nos próximos dias uma equipe do Exército instalará uma estrutura móvel semelhante a uma ponte para liberar o tráfego no trecho da TO-080 que desabou por causa da chuva. O Governo do Tocantins disse que 30 homens e 13 carros do estado de Goiás realizarão os trabalhos no local. O ponto do rompimento é entre as cidade de Divinópolis do Tocantins e Marianópolis do Tocantins.

A estrutura deve ficar no local até o fim do período chuvoso. A previsão é que em 20 dias o trecho seja previamente liberado, conforme o Estado.

A decisão foi tomada durante uma reunião em Marianópolis com integrantes da Defesa Civil, Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Exército Brasileiro e a prefeitura da cidade.

O Governo do Estado informou que solicitou ao Banco Mundial que parte dos recursos contratados no Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável seja aplicada na solução definitiva do problema.

Segundo o governo, o banco aprovou e a Ageto deve abrir processo para a realização de licitação. A previsão é que no local seja construído um bueiro triplo celular, com capacidade para suportar a vazão da água no período chuvoso, e garantir o tráfego com segurança.

Até que as obras fiquem prontas, motoristas terão que passar por desvio (Foto: Ademir dos Anjos/Governo do Estado)Até que as obras fiquem prontas, motoristas terão que passar por desvio (Foto: Ademir dos Anjos/Governo do Estado)

Até que as obras fiquem prontas, motoristas terão que passar por desvio (Foto: Ademir dos Anjos/Governo do Estado).

Entenda

Segundo a Polícia Militar, o rompimento do trecho da TO-080 ocorreu depois que um ribeirão transbordou e a tubulação não suportou o volume da água. Não houve feridos. Os motoristas precisam fazer um desvio de aproximadamente 40 km para seguir viagem. Segundo o estado, estão sendo feitos trabalhos de sinalização e manutenção do trecho.

https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/exercito-vai-colocar-ponte-improvisada-em-trecho-que-desabou-na-to-080.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.