PROPOSTA DE LEI DE PROMOÇÕES DOS SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL DO EXÉRCITO ATÉ SUBTENENTE SERÁ VOTADA EM 8 DE NOVEMBRO NO CONGRESSO

No próximo dia 8 de novembro de 2017 será votada, pela Plenária da Câmara dos Deputados Federais, a Sugestão de Projeto de Lei 195/2010, que permitirá às promoções dos Sargentos do Quadro Especial – QE e Taifeiros do Exército, até a Graduação de Subtenente. O Relator, Deputado Federal Subtenente Gonzaga é de Parecer Favorável. Câmara dos Deputados_Pauta Deliberativa

CONVOCAÇÃO NACIONAL – PARABÉNS AOS SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL – QE

As lideranças dos Sargentos do Quadro Especial – QE e Associações afins realizam convocação nacional para que no dia 8 de novembro, os interessados estejam na Câmara dos Deputados Federais, no intuito de garantir à aprovação. Nos bastidores é dada como certa a aprovação dessa sugestão de Projeto Lei, porém a Assessoria Parlamentar do Exército trabalha, de forma velada, para que a proposta não seja aprovada.

E o Bolsomito (Bolsonaro)? A muito apresenta posição contra ou omissa, pois entende que às Promoções de Subtenentes, Sargentos, Cabos e Soldados é problema interno das Forças Armadas. Até parece que o Voto dos Oficiais tem peso maior que o Voto das Praças. Pensem nisso!

 ENQUANTO ISSO OS SUBTENENTES E SARGENTOS DE CARREIRA DORMEM

Parabenizam-se os Sargentos do Quadro Especial por suas merecidas conquistas, que, já firmamos posição sermos a favor, de que esses tenham plano de carreira definido até Subtenente, bem como os Oficiais alcancem o Posto de Coronel e os Sargentos de Carreira alcancem o Posto de Capitão QAO. FIM DO FOGO AMIGO E DA AUTO DIGLADIAÇÃO!

Os recentes episódicos do aumento de interstícios, para parcela dos Oficiais, como os do Quadro Complementar do Exército – QCO que, na prática, tornará quase impossível a esses alcançar o Posto de Coronel, bem como é tratada às Promoções dos Subtenentes a bel prazer de uma meia dúzia sem apresentar motivação e publicidade, nos permite a certeza da necessidade dos militares terem representantes no Congresso Nacional, como fazem os membros de órgãos da Segurança Pública. Dormientibus Non Succurrit Jus!

 

TENHAMOS OS NOSSOS REPRESENTANTES EM 2018 FAZENDO VALER O NOSSO PODER DE VOTO!

 

51 comentários em “PROPOSTA DE LEI DE PROMOÇÕES DOS SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL DO EXÉRCITO ATÉ SUBTENENTE SERÁ VOTADA EM 8 DE NOVEMBRO NO CONGRESSO

  • 04/11/2017 em 18:10
    Permalink

    Sgt QE pode chegar a graduação de S Ten que considero justo, porque existem tantos S Ten que realizaram CAS e CHQAO e são preteridos para ser promovidos a Ten QAO?

    Resposta
  • 04/11/2017 em 18:10
    Permalink

    Parabéns aos sargentos QE pela luta para melhoria de qualidade de vida. Enquanto isso os sargentos de carreira e subtenentes não correm atras de nada; lutam entre si, procurando ganhar pontos para futuras promoções, disputando entre si a atenção de oficiais (Puxando saco mesmo), uma vergonha, tenham honra sargentos e subtenentes de carreira!!! Devemos ter representação no Congresso para criação de leis de promoção para sargentos e subtenentes até o posto de Cap QAO, já que oficiais tem leis de promoções a anos, e nos não. Oficiais estão pouco se importando com a qualidade de vida dos praças. Nossos salários já estão uma vergonha e o que as FFAA fazem (EB em particular)? Pioram cada vez a nossa ascensão a graduações e postos superiores.

    Resposta
  • 04/11/2017 em 18:21
    Permalink

    Estes dias ja vimos que a promoção de sub a 2º Ten QAO não cumpre as leis no EB…….Precisamos conseguir representação no congresso como os sargentos QE conseguiram. Como diz na reportagem o auto comando esta correndo atras para impedir a vitoria dos QE. Coisa que já sabemos é que o comando não nos ajuda, só nos prejudica….. E vivem fazendo promessas que não vão cumprir.

    Resposta
  • 04/11/2017 em 18:37
    Permalink

    Parabéns aos Cabos estabilizados, Taifeiros e Sgt do QE, eles estão à frente do circulo de subtenentes e sargentos nesse aspecto. Eu acredito que as Forças Armadas vão ser obrigadas pelas circunstâncias políticas a fazer um plano de carreira urgente para quem estiver no circulo de Cabos e Soldados poder alcançar com méritos a graduação de Subtenente. É legítima a luta deles, só acho incongruente que eles não possuam formação e nem aperfeiçoamento, o que seria normativo. Mas a culpa não é deles. Ao contrário, eles estão lutando justamente por causa dessa inércia da cúpula do Exército que não valoriza esse círculo e não olham para seus quadros de maneira justa e social, se os Subtenentes e sargentos de carreira querem que aconteçam melhorias ou é pela via judicial ou pela via política, porque internamente é quase impossível, pois a promoção dos Subtenentes e sargentos de carreira também enfrenta muitas mazelas, e é evidentemente diferente dos oficiais, apesar que agora a cúpula do Exército quer dificultar a chegada do aspirante a coronel, mesmo assim o acesso continua tranquilo para a grande maioria dos oficiais. Diferente dos subtenentes onde uma boa parcela de cada turma não chega a 2º Tenente se esperar os trinta anos, a maioria tem que chegar ou passar dos trinta anos, se tiver os méritos e a sorte principalmente de ser indicado pela CP-QAO para a promoção que sabemos usa de critérios não transparentes. Sobre o Bolsonaro, já digo que apesar de muitos o apoiarem na parte política, até porque não vemos candidatos honestos e capazes de concorrer, estou em parte desapontado com a omissão dele em relação aos subtenentes, pois ele sabe, pois já comentei com ele através de e-mail, e ele me respondeu reconhecendo que os sargentos de carreira precisam de uma Lei, mas ele sabe também que o EB não apoia essa matéria, então prefere deixar de lado esse assunto, o que não deveria, pois se trata de pauta social de um setor da sociedade que possui muita importância e tem sido tratado com descaso pela Força.

    Resposta
  • 04/11/2017 em 20:02
    Permalink

    Estou esperando.o nosso reconhecimento.da farda e do exército brasileiro.
    Brasil a cima de tudo ✌🐴

    Resposta
  • 04/11/2017 em 23:13
    Permalink

    Boa noite nos taifeiros ficamos 15 anos de 2 classe sendo que o interticio na lei seria de 5 anos isso foi uma tremenda sacanagem e os taifeiros da Marinha conseguirão o êxito de chegar a sub, pergunto só uma coisa a força não e a mesma isso e aberração aos sargentos e taifeiros isso e um descaso para com pessoal do exercito BRASIL ACIMA DE TUDO.🙏🙏🙏🙏🙏🙏

    Resposta
  • 04/11/2017 em 23:22
    Permalink

    Parabéns aos Sargentos do Quadro Especial,pois há vida toda trabalhando,na maioria das vezes fazendo serviços de muitos militares de carreira,por exemplo: fazendo funções de sargentos e subtenente de carreiras,e não somos valorizados,pois temos muita experiências, à vida toda no Exército. Temos muito conhecimento em diversas áreas, mas infelizmente não somos valorizados pelo alto comando do Exército. Nunca,jamais,nos ofereceram oportunidades para fazermos estágios, cursos equivalentes aos sargentos de escolas. O alto comando do Exército estão atrasados e equivocados,pois todos os exército do mundo há sargentos QES,com outro nome,mas à mesma função.Parabéns à todos nós somos vencedores.Sou 2° Sgt do Quadro Especial,formado em Administração de Empresa,tenho 31 anos de Exército Brasileiro,já exerci por diversas vezes às funções de 1° Sgt de carreira,merecemos sim sairmos Sten com muito louvor.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 00:30
    Permalink

    Não aceito a ideia de militares terem que ter representação em congresso para conseguirem melhorias em suas carreiras!!
    Não acho justo o QE, que não fez concurso, chegar a Subtenente, enquanto o concursado também só conseguira chegar a Subtenente também, uma vez que, os nossos generais, estão providenciando regras que quase proibe o acesso ao oficialato.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 01:00
    Permalink

    se isso for aprovado pra q estudei pra fazer concurso público pra ser sargento do exército ? era melhor entrar como sd e sair st igual a quem se matou de estudar e disputar uma vaga. ou então eu como concursado vou pleitear tendo feito cfs sair coronel mesmo sem ter feito aman, ime, qco ou escola de saúde e esao.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 04:21
    Permalink

    Porque não foi para Aman, enquanto fica dando pirado onde não é chamado…Essa luta nem te cabe…

    Resposta
  • 05/11/2017 em 09:57
    Permalink

    Bom dia ! Há anos os Cabos da FAB lutam pela isonomia com os taifeiros, e com as Cabos do estinto quadro feminino que tb foram promovidas a Sub Oficial, a “justiça” diz não haver.

    Desejamos sucesso aos Sgts do QE.

    Na FAB o Sgt do QESA é promovido depois de 20 anos de Cb (o tempo de Sd não conta) e morre como 3° Sgt.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 10:14
    Permalink

    Esse que é o seu problema pensar somente em vc e não na sua classe de STen e Sgt como um todo. Em vez de apoiar os mais desamparados fica choramingando pelos cantos. Precisamos de apoio e não de pessoas recalcadas e mal resolvidas com a vida. Primeiramente a respeito de concurso, à própria constituição dava respaldo para tal, somente em 1998 através de uma ementa a constituição que passou a obrigar o acesso a todos os servidores somente através de concurso. A mesma CF/88 prevê que ninguém poderá ficar mais de 9 anos no mesmo cargo ou seja tem que ter progressão funcional. Sendo assim lute pelo que vc acredita e não atrapalha quem sempre correu atrás para fazer as coisas acontecerem. Não deixam QE realizarem cursos como os de Escolas frustrando a grande maioria que gostaria por exemplo fazer o COS, PQD e por vai, não nos permitem ser transferido como os de Escolas, transferência somente por interesse próprio dentro do mesmo Cmdo Área e olhe lá. A própria Força tem descaso com esse Quadro, como eu disse Quadro e sendo assim cadê o Patrono como todos os outros, criaram o Patrono da família recentemente, o QCO que é um Quadro mais recente queo QE tem Patrono. Somos jogados a sorte, mais digo a todos os Srs e Sra que tb sangramos, possuímos filhos tb para criar, temos família caso pensem que não. Uma vida de servidão à Pátria e a Força que nos renega. Só queremos ter uma vida digna pelo reconhecimento de 30 ou mais anos de serviço prestado à Nação.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 11:56
    Permalink

    Um indivíduo aí acima disse que não aceita militar (praça) ter representação no congresso pra melhorar suas carreiras. E você quer que seja feito o que, já que o alto comando do Exército(oficiais) não lutam pela melhoria da carreira de seus praças, pelo contrário, só os prejudica.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 16:25
    Permalink

    Boa sorte para os sargentos QE e parabéns, é merecido. Mas espero ver também o reconhecimento aos sargentos de carreira que estudaram, pagaram e fizeram curso, passaram no concurso a nível nacional para ser um aluno e depois sim, após dois anos de teste físico, intelectual também possam ter reconhecimento merecido, que haja reconhecimento para todos de forma muito justa e muito transparente… Ou cancelem os concursos para sargentos porque não está valendo muito apena pagar cursinhos e ralar pra passar num concurso desses… Ficou sem lógica ter que estudar e ralar tanto na ESA… Lembrando de que depois, no fim da carreira de um sargento de carreira, esse rala pra conseguir pontinhos, pior é dizer que se tiver uma faculdade de 4 ou 5 anos, isso equivale apenas a 3 pontinhos… isso não é mendigar por reconhecimento ou é o que???

    Resposta
  • 05/11/2017 em 18:13
    Permalink

    Fico pasmo em ver um comentário contrário ao benefício que mas que justo a promoção de ST as dos QEs. Carlos Furquim, ou tu é oficial para dizer a besteira dessas, ou é um sgt muito dos pretensioso que acha que a escola é a única forma do militar galgar promoção. Meu amigo, diga se de passagem que outras duas forças, o militar começa de soldado e por mérito de concurso interno existe a possibilidade de galgar o posto de ST. Lembro bem aos não cientes, sem desmerecer as escolas de formação de sgt do EB… Ela não forma especialista!! Tenho 29 anos de EB, 2 sgt oriundo do quadro de taifa, Quadro que nas duas forças chegam ao posto de SO. Coisa que o EB não nos concedeu o direito, haja visto que é um quadro que se formou por concurso. É vc é contrario a intervenção do congresso para dar uma promoção de ST aos cbs e taifeiro que são os verdadeiros especialista sem o direito de galgar promoção por falha na oportunidade dá força?? Vivemos num exército onde a extinção do QE e a ausência deles num campo de batalha é a certeza de derrota!! Ou você confia em encarar uma guerra com os amigos saídos dá escolas de formação a frente dá tropa e manutenção? Desculpe as comparações e citações, mas qd deparo com. Comentário desses, tenho a confirmação de que a arma que matou o sgt tinha divisa no cano, ou é um estrelado preocupado com seu próprio umbigo!!

    Resposta
  • 05/11/2017 em 18:27
    Permalink

    Por isso que o homem não evolui. Ao invés de lutar por seus direitos fica tentando diminuir o próximo. Se pensarem melhor verão oportunidade na promoção dos Qe’s. Mente pequena não.consegue ver o todo.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 20:00
    Permalink

    Excelente !!! Que consigam lograr êxito no seu entanto !!!

    Resposta
  • 05/11/2017 em 20:18
    Permalink

    Trata-se de um tema com diversas contradições, uma vez que a pedagogia do medo e os dispositivos de controle, presente desde as escolas de formação absorvidos pelas praças no cotidiano na caserna, tem face:

    1°) A proposta do sistema, desde a formação, é de competitividade, com várias implicações na vida daquele que se submete a profissão: tempo de promoção, futura cidade de moradia, proximidade da família, valores de transferência, objetivos de cursos (dentro e fora da força), missões no exterior, atividade de interesse a ser desenvolvida.
    Nesse aspecto, temos uma série de consequências, que irão apontar para o individualismo, trata-se de várias escolhas na qual um jovem, em torno de 22 anos terá que optar. O espírito de corpo, é desestimulado, na medida em que o próximo se torna uma ameaça. Todos passam a ser cavalos de corrida. Todos passam a ser uma ameaça constante.
    Desta forma, não temos um grupo coeso, mas uma fragmentação. Esta fragmentação passa a fazer parte do DNA da praça, e mais do que isso, não há nenhuma ferramenta que a impulsione num movimento contrário (por exemplo, a criação de associações e sindicatos é proibida aos militares, e tal norma tem um fundamento).
    Politizar-se, torna-se estranho a este grupo. Entender as engrenagens, muito mais distante. O pensar, a filosofia passa a ser ” rolha”. Ou seja, não há uma identidade, não há como causar uma coesão, trata-se de um grupo muito jovem, adestrado através da pedagogia do medo e, mesmo que inconsciente, aprisionado por ela.

    Há vários outros aspectos que gostaria de expor.

    Mas enfim, os militares recepcionados através do advento da estabilidade sem concurso público, anomalia jurídica vetada pela constituição, não passam por estas escolas. Só por este fator, já estão muito a frente.
    O fato de não serem submetidos a transferências compulsórias, permite que criem vínculos sociais e políticos nas cidades as quais vivem.
    A manipulação da força, os alcança de forma bem menos intensa.
    De forma geral, não tem “oportunidade” de transferências, cursos e missões no exterior, nomeações e etc.
    A estes não cabem a preocupação dos boletins da DCEM, no final do ano.
    Não cabem certas preocupações que para os de “carreira”, funcionam como controle de massa.

    Desta forma, sobra a eles a articulação, a busca de influência, a coesão, tão distante aos que bradam nas saídas dos portões escolares “AVANTE CAMARADAS!”

    Resposta
  • 05/11/2017 em 20:36
    Permalink

    Ligia Parabéns pela sua visão tam ampla, se os Sgt de escola parece de recalque e lutasse pelos seus direitos chegaram em algum lugar. Os QEs não precisa de opiniões recalcadas, é um grade favor que estes elementos sem coragem para lutar se afetem de NÓS. Quem tiver mente aberta é muito bem vindo, e alerto ainda que os QEs Aida vam abrir MUITAS PORTAS PARA OS DE ESCOLA conquistar vários direito, e é lógico eles NUCA vão RECONHECER.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 20:43
    Permalink

    Somos QES com muito orgulho. Vamos todos juntos atrás do que é de direito nosso.. Tá feito o convite. Não vamos ficar olhando prá trás, preocupados com comentários dos que sempre nos prejdicaram a nossa vida militar toda.. Força Qesada… Somos à maioria… BRASUL, ACIMA DE TUDO!!!

    Resposta
  • 05/11/2017 em 21:15
    Permalink

    Não concordo. Não foram formados para isso . Não venham falar sobre reconhecimento, o exército lhe deu uma promoção durante a carreira. A maioria saiu 2 sgt. Vocês têm que agradecer. Afinal o SARGENTO de carreira estuda, até conseguir passar na prova que é disputadíssima e aí quando conseguem vivem a caserna passando por mais um curso de aperfeiçoamento para assim após quase 22 anos ser promovido sub ten. Enquanto o AR deixa o tempo passar e aí pronto varinha mágica és um sub tenente.voce já viu algum QE CMT DE GC? JA VIU ALGUM QE ORIENTANDO CARTA CONDUZINDO SEUS SUBORDINADOS??? ja viu algum qe querendo assumir sindicancia???? Assumindo reserva de material? Como assim? Cadê os pilares tão exigidos por nossa instituição? Não vi hierarquia quando do nada promoveram os QE e aí deram capote em milhares de sargentos de escolas. Ou seja sejamos francos, vocês estão de parabéns pela carreira, mas atingir o posto de sub tenente após tudo o que mencionei??? Não… Não mesmo. Sinto muito. Sem mimimi.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 21:16
    Permalink

    Concordo plenamente com o Carlos Furquim. Nós que passamos por um Concurso de nível nacional. Fomos formados em Estabelecimentos de Ensino com uma estrutura para uma formação especifica. Fizemos Cursos, Estágios. Sem contar o CAS. Agora, muitos Sgt QE chegaram onde chegaram babando o ovo de algum Oficial. Não possuem o mínimo de grau de escolaridade. Que eles sejam designados para fazerem Sindicância, exercerem funções mais complexas (Pgto, Licitações, Tesouraria, etc). Ai eu quero ver!!!..Bando de aproveitadores. Estão se igualando aos Ratos de Brasília.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 22:08
    Permalink

    Direitos tem que ser prá todos, e portanto o que falta é oportunidade com igualdade.
    Desenvolvemos o mesmo trabalho com a mesma eficiência. Devemos ser tratados com igualdade também na hora de promover os Sargentos do quadro especial das forças armadas do Brasil.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 22:50
    Permalink

    Amigos do Blog do Messias dias, entro para fazer mais um comentário em resposta ao texto do Claudio: “…abrir MUITAS PORTAS PARA OS DE ESCOLA conquistar vários direito, e é lógico eles NUCA vão RECONHECER.”
    Claudio, você está enganado amigo, muitos de nós apreciamos e demos os parabéns a vocês e eu participo de um grupo de whatsaap, onde muitos apoiam a iniciativa política de vocês, e digo mais, eu já dei os parabéns a vocês, mas estamos num país democrático amigo e o contraditório é saudável, existem colegas totalmente contrários tendo em vista que essa promoção vai ser entregue sem esforço individual, é a visão de muitos também, o que não é legal, mas penso também que se essa promoção se tornar realidade, o Exército vai ser obrigado a se adequar e fazer uma coisa que nunca fez que é criar uma sistemática de cursos de formação e aperfeiçoamento dirigida aos QE, semelhante ao que faz por exemplo a PM do Rio de Janeiro, onde o Cabo com 15 anos, sem curso sai 3º Sgt, mas é estimulado a fazer o CFS para confirmar a promoção, e depois quando sai 2º Sgt é estimulado a fazer o CAS.

    Resposta
  • 05/11/2017 em 23:16
    Permalink

    Ao invés dos sargentos de carreira ser contra os QE (serem egoístas e ridículos), deveriam se preocupar com a melhora nas suas promoções, lutando para um projeto de lei no congresso para promoções ate Cap QAO, como fizeram os QE. Pois puxar saco de oficial não adianta, eles não se importam com os praças. Oficiais tem Lei de Promoções, porque Sargentos de EsSA não tem ? somos regidos por portarias que mudam a toda hora.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 00:01
    Permalink

    Boa noite,em resposta à esses desinformados existem qe comandos, FE ,MS e outros mais. Eu mesmo exerci as funções de comandante de grupo e comandante de pelotão tudo registrado nas alterações.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 00:04
    Permalink

    Infelizmente só somos reconhecidos quando somos necessários depois é só tapinha nas costas e Brasil acima de tudo.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 00:10
    Permalink

    QE na bda pqdt exerce as funções de comandante de grupo,comandante de pelotão, Mestre de salto,enc material e outros mais.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 00:12
    Permalink

    Infelizmente só somos reconhecidos quando somos necessários depois é só tapinha nas costas e Brasil acima de tudo.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 00:59
    Permalink

    De acordo de qie seja votado ssim estamos lutando por uma calsa justaEstou

    Resposta
  • 06/11/2017 em 12:10
    Permalink

    Sou sgt qe com muito orgulho, digo se estamos aquí ate hoje e porque somos merecedores. Tenho 26 años de serviço, pos-graduacao, mas meu esforço nos estudos não desmerece s meus colegas do quadro especial, SE ESTABILIZAMOS E POR QUE NOS MERECEMOS.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 17:02
    Permalink

    Paulo, vc deve ser um coitado mesmo, que pena sinto de gente como você. Quanta inveja voce tem no seu peito. Algum QE deve ter feito muito mal a voce. Bom, quando voce enche o peito para falar que foi aprovado em um concurso, parabéns meu caro, mas voce acha que com um curso de 10 meses e agora um ano e meio vc sabe mais de exercito que um sargento QE com 20 anos de serviço por exemplo? Outra coisa, vestimos a mesma farda, quando se teve noticias que os sargentos de carreira poderiam chegar a Major, voce leu algum oficial de carreira criticando a media? Eu não. Com certeza, existem muitos QE sem estudo, muitos QE “baba ovo”, mas pare e olhe ao seu redor, não existe muitos sargento de carreira assim também? Tenho vário, vários “amigos” que são militares de carreira e todos acham justa essa medida, primeiro porque é um reconhecimento da força (pois não temos transferências, não podemos realizar cursos, não podemos concorrer a missão no exterior, etc, etc, etc), agora se vc não consegue atingir essas situações como missão no exterior, é porque voce também nao estudou o suficiente não é meu caro? Pare de sofrer Paulo, afinal, não sairá do seu bolso o pagamento para esses militares se a medida for aprovada. Outra coisa, se não atribuem certas missões para nós QE é porque estamos fazendo outras missões que os sargentos de carreira como voce não são capazes de fazer. Então fique feliz com o que tem e fique feliz pelas conquistas dos outros. Abraço.

    Resposta
  • 06/11/2017 em 17:09
    Permalink

    Esses bossais, que falam ao contrário das promoções dos QEs a Sub ten, eles estão com medo de que, os QEs não ocupam claros de sargentos nas unidades, não concorrem com eles nas promoçoes, saibam que os QEs são muitos mas preparadoa que mas de 80% dos sargentos de escolas, tanto na área administrativa como para combate, pois os velhos QEs, são do tempo da rapaturas e das porradas na formações, não os Nutella de hoje, pra que o medo em 2020, acabará o quadro de sargento especial.mas uma coisa, o dinheiro não sairá dos seus bolsos, BRASIL ACIMA DE TUDO, SOMENTE ABAIXO DE DEUS,

    Resposta
  • 07/11/2017 em 02:42
    Permalink

    Tomara que os QE da Reserva desta vez sejam beneficiados, pois foram prejudicados pelos Sr. Enzo desde 2013.

    Resposta
  • 07/11/2017 em 23:05
    Permalink

    Força Sgt QE!!! Obrigado a todos que são a favor e aos que não tem coragem de reivindicar.

    Resposta
  • 07/11/2017 em 23:28
    Permalink

    Se o Exército garantiu a estabilidade porque fica enrolando, enganando com apenas duas promoção sendo uma delas por meio político.
    Temos sim que sermos beneficiados.
    Vou fazer 27 anos de caserna e até hoje não fui beneficiado com pelo o menos uma movimentação, imagine em realizar algum curso operacional.
    Gente, a escravidão acabou a muito tempo, agora é Jesus Cristo que está por nós do Quadro Especial.
    Obs : sempre desempenhei funções de praça de escola, enquanto pensavam qual seria a próxima movimentação.
    Se o Exército pensasse direitinho pelo o menos teria feito diretrizes relacionadas a concurso interno, já que inventaram a estabilidade.

    Resposta
  • 08/11/2017 em 00:43
    Permalink

    Ser QE não significa ser burro não, como muitos pensam, pois tenho muito orgulho de ter concluído meu curso de ciências contábeisociais, o qual fez com que eu trabalhasse na área de administração financeira. Porecebeu tanto, o nosso glorioso exército se orgulha muito de minha substituição por alguns colegas de escola na referida área.

    Resposta
  • 08/11/2017 em 02:57
    Permalink

    Será que os Sgt QEs da reserva vão ser contemplados desta vez, tomara, chega de discriminação.

    Resposta
  • 08/11/2017 em 10:54
    Permalink

    Parabéns aos Qe’s!!!Que consigam novamente a vitória,e não dêem bola para os recalcados da vida.

    Resposta
  • 08/11/2017 em 20:44
    Permalink

    Vcs de escola são todos recalcados tenho muitos amigos QE que tem mais estudos do que sargentinho de escola. E tem muitos sub Ten que não vão ser promovidos a QAO porque nível de escolaridade está muito abaixo da média. Se ligam seus intelectuais

    Resposta
  • 08/11/2017 em 21:07
    Permalink

    Não é que os sargentos de carreira durmam a verdade é que esses tem muitooooooooooo a perder, se entram numa briga dessa exigindo direito dai sim NUNCA irão receber promoções ou os tais pontos. Militarde carreira tem muito a perder mas os QEs podem correr atras pois nao tem o que perder…verdade seja dita! Não vale apena ser sargento de carreira hoje em dia.

    Resposta
  • 09/11/2017 em 03:06
    Permalink

    Meus amigos. Ao contrário das críticas, deveríamos ser mais unidos. De carreira todos nós somos. Vocês fizeram um concurso público. Estudaram? Sim! Formaram? Sim!
    Parabéns pela escolha da profissão. Agora, nós do QE, sofremos duras seleções para atingir a estabilidade, fomos exemplos para nossos subordinados, parceiros dos nossos pares, respeitosos com nossos superiores e comprometidos de corpo e alma com o exército e com a sociedade.
    Estou com 29 anos de serviço, continuo colaborando e muito com o meu trabalho, tirando serviços em escalas que militares nem nascidos eram quando eu já estava cumprindo missões.
    Francamente , ouvir alguns desabafos de militares concursados que por razões pessoais não se deram bem na carreira, aí não. Olhe para vocês mesmo. Façam uma análise e vê onde estão errando e vão a luta.
    Nós ficamos 17 anos como cabos e nunca desistimos dos nossos sonhos. Muitas vezes fomos discriminados, injustiçados, ignorados mais ao contrário de criticas sempre mantivemos na linha de frente . Já ouvi da boca de um general que, se começasse a vida militar novamente certamente corrigiria seus pontos fracos observando a garra dos QEs.
    Este comentário não foi da boca pra fora. Meus amigos concursados, corram atrás do brilho de vocês mais não queiram apagar o nosso.
    Acima de nós temos o general dos generais e ele está analisando tudo.
    Se vocês não lembram, durante o terremoto do Haiti, vimos uma reportagem de um sargento que ouviu uma criança chorando debaixo de um monte de entulhos e enquanto ele tirava a criança ele proferiu o seguinte comentário ” graças a Deus que estamos aqui”. Este sargento é o espelho do QE.
    Nós somos comprometidos com missão. Muitos dos senhores concursados, não todos, trabalham de olho no relógio para o toque de ordem. Que Deus não permita que o Brasil entra em guerra, porque só assim saberíamos quem é quem, não será cursos, estudos, altas performance que o farão mais heróis e sim o seu COMPROMETIMENTO e GARRA. Vamos nos unir e trabalhar muito, porque o Brasil ainda está de pé porque pessoas do bem como nós somos a maioria. FÉ NA MISSÃO!!!

    Resposta
  • 10/11/2017 em 00:32
    Permalink

    Sinceramente acho até engraçado uma pessoa que foi prestar serviço militar obrigatório e que muita das vezes não teve condição , seja ela qual for, de passar em um concurso público (ESA), dizer que os Sgt aprovados no concurso tem ciúmes de Sgt QE. Srs, Daqui a pouco alguns vão dizer que o Sgt de carreira tem inveja do QE e do temporário.Este é um assunto muito complexo que precisa ser analisado bem mais com a cabeça do que com o coração. O futuro “ST QE”, que vai ser promovido a 1º e ST já começa errado pq para ser 1º Sgt tem que ter o básico previsto em legislação que é o CAS (desde de caxias é assim). Como que o 1º Sgt QE vai fazer sindicância e outras se bem dizer não foi nem formado para isso, que dirá aperfeiçoado??? Se a moda pegar imaginem eu que sou CFS 97, estudei para ser praça e chegar ao fim da carreia como auxiliar de oficial querer também lutar pelos meus “direitos” e achar que tenho direito a ser CEL QAO ? já pensaram ? “CEL QAO” sem ter esao, sem ter feito aman, ime, escola de saúde ou qco ? é brincadeira isso. Vcs estão olhando somente para os vossos umbigos (que é natural). Como pode o cara entrar na força para ser soldado recruta e ter a mesma valorização de um que disputou 1 vaga em concurso público ?? acho q essas aberrações só acontecem aqui mesmo nesse lixo de país. imaginem se o secretário do juiz depois de 25 anos de excelentes serviços prestados resolve lutar pelo direito de ser juiz também pq “já aprendeu tudo com o chefe”, mas não é bacharel em direito e muito menos participou de um concurso público ? pode isso ? se vc achou isso ridículo é o mesmo que o Sgt QE esta querendo. Ser ST tendo feito CFC e no máximo CFST. Sou favorável apenas se eu, que fiz concurso público sair promovido a CAP QAO independente de vaga, de chqao, de merecimento etc etc. Fora isso espero que derrubem essa estupidez.

    Resposta
  • 14/11/2017 em 02:35
    Permalink

    Casado diz
    novembro 13 2017
    eu estou muito decepcionado com os comentários de alguns Sgts de de carreira que comentará sobre eles e os QE s, quero dizer para voce que sou um QE e que não me troco por nen um St ou 1° Sgt, acho que não sabe que a maioria dos QEs são de QM de deficie formação não funcinava curso de formação de Sgt, isso não queer dizer que não temos capacidade para exercer qualquer função, dentro e fora do Exército, eu mesmo trabalhei com 12 Oficiis Generais, não me lembro que tenha ouvido desses Generais nem um comentario diferenciando um QE de outro Sgt ou St, ouvi muitos criticas, no sentido, o que ceria essa seção se não fosse os QEs, porque quando se colocava um Sgt de carreira e um QE em funçõs iguais os QEs sempre se sobresaiam, pela a sua esperiença, pela a sua umildade, e pela a sua capacidade operacional,
    coisa que não acontecia com os chamados de escola, pois ele se preocupava em pensar que era muito importan sem saber que aquela atitude esta muitas vezes lhe colocando numa posição inferior ao Sgt QE, para voces tomarem conhecimento, eu trbalhei com o General que fez o estudo para a criação do quadro Especial, o Nome de Era o Saldoso Gen Div Carlos de Meira Mattos, na epoca ele era vice-chefe do EMFA, e digo mais a inda ele fez isso para me beneficiar , pois estava corrigindo uma injustiça que todos tinhão cometido com os cabos de QM de dificie formação que impediam de cursar para Sgt. acho que esses Sgts que terce esse tipo de comentario esta jugando assi mesmo a sua incapacidade de competir com os QEs. Obs eu não estou querendo ser promovido a ST, eu ja ganho como 2° Ten,

    Resposta
  • 14/11/2017 em 17:42
    Permalink

    É IMPRESSIONANTE COMO PESSOAS POBRES DE ESPIRITO, COMO ALGUMAS QUE SE MANIFESTARAM ACIMA, VEM AQUI ESPLANAR SUAS POSIÇÕES E OPINIOES VAZIAS, A RESPEITO DOS SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL! MINHAS PALAVRAS EM RELAÇÃO AO TEMA, SÃO AS SEGUINTES: LEMBREM-SE, NÃO SOU DO MEIO! SOU UM SIMPLES CIDADÃO! EU TENHO CERTEZA QUE OS MILITARES DE CARREIRA JURAM CAMARADAGEM, RESPEITO E COMPANHERISMO, QUANDO FORMADOS. AINDA COLOCAM EM PRATICA SEUS ENSINAMENTOS, CONHECIMENTOS E DOUTRINAS, PERINCIPALMENTE COM SEUS SUBORDINADOS. MAS O QUE LAMENTAVELMENTE VEMOS AQUI, SÃO ALGUMAS PESSOAS QUE SE DIZEM DE CARREIRA, QUE NÃO GALGOU OU NÃO FOI RECONHECIDA EM SUA JORNADA MILITAR, E COM ISSO FICOU RECALCADO, AMARGURADO, E COM SEU ESPIRITO INVEJOSO, E VEM AQUI, DENEGRIR E ACHINCALHAR OS SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL. AQUI ABRO UM PARENTESE PARA FAZER UM BREVE COMENTARIO A RESPEITO DESSAS PESSOAS POBRES DE ESPIRITO. EM PRIMEIRO LUGAR QUERO DIZER QUE A INVEJA NOS DERROTA, PRINCIPALMENTE, QUANDO NÃO LUTAMOS POR SI, E SE PREOCUPAMOS COM OS OUTROS, A NOSSA VIDA NAÕ VAI TER SENTIDO. ASSIM COMO O QUADRO ESPECIAL E SUAS ASSOCIACOES TEM LUTADO POR MELHORIAS EM SUAS CARREIRAS! PORQUE OS DE CARREIRA, PRINCIPALMENTE ALGUNS QAO, AO INVÉS DE FICAREM CHATEADOS, TRISTES, E INVEJANDO, PORQUE NÃO LUTAM TAMBÉM EM PROL DA SUA CATEGORIA? AO INVÉS DE FICAREM PUXANDO SACO DESDE TERCEIRO SARGENTO, ATÉ O APICE DA CARREIRA CAP QOA, PORQUE NÃO LUTAM PELO SEUS DIREITOS ? MAS NÃO O FAZEM! NÃO O FAZEM PORQUE SÓ SABEM PUXAR SACO, A VIDA INTEIRA. ORA SE EU FOSSE MILITAR TAMBÉM, QUERIA QUE MEUS COLEGAS FOSSEM PROMOVIDOS ATÉ A MAIS ALTA PATENTE! ISSO ME DEIXARIA FELIZ! MAS PARA ALGUMAS PESSOAS, A VIDA DELAS NÃO IMPORTA, PORQUE ELAS JA ESTÃO VENCIDAS. ENTÃO ELAS, PARTEM PARA INVEJAR E DENIGRIR A VIDA DOS OUTROS, (SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL). MESMO COMO CIDADÃO, SINTO-ME VERGONHA DE TAL ATO, A INVEJA É UMA COISA VIL E DESONROSA, PRINCIPALMENTE PARA QUEM É DO MEIO DE DIREITO. SABEMOS QUE O número dos que nos invejam confirma as nossas capacidades, e os invejosos são o lado bom da vida. Pois assim sabemos que não devemos confiar em todas as pessoas, pois estas carregam o mal no coração como todos os humanos. E revoltante e degradante ter que amargar docilmente e ler comentarios infelizes como alguns acima, não existe uma realidade mas vil e desonrosa do que ver colegas de caserna com inveja de outrem. A fofoca é a muleta dos invejosos. É através dela que as pessoas pequenas, rasteiras e fracas arrumam forças para tentar derrubar ou destruir aqueles cujo nível jamais alcançarão. O lema dos fofoqueiros é “se não consigo chegar ao topo, vou fazer de tudo para puxar para baixo. MAS DEIXO AQUI EM LINHAS PRETERITAS ALINHAVADAS E ADUZIDAS, MEUS PARABENS AOS SARGENTOS DO QUADRO ESPECIAL DAS FORÇAS ARMADAS, QUE LUTARAM E LUTAM INCANSAVELMENTE PARA SUAS MELHORIAS NA CARREIRA. E DEIXO AQUI MEU REPÚDIO, E MINHA IDIGNAÇÃO AOS QUE DURANTE TODA SUA MISERAVEL VIDA, NÃO LUTOU, NÃO CONSEGUIU E AGORA SUA FELICIDADE INFELIZMENTE SE CONSTITUE EM INVEJAR SEUS SUBORDINADOS. ESSES QUE CRITICAM O QUADRO ESEPECIAL NUNCA VÃO ENCONTRAR A FELICIDADE, POIS SEMPRE VÃO SER POBRE DE ESPIRITO.

    ATENCIOSAMNETE !

    Resposta
  • 16/11/2017 em 18:23
    Permalink

    gostaria de saber si os da reserva vai ser promovido.

    Resposta
  • 27/11/2017 em 01:59
    Permalink

    A promoção a sub tenente, di Quadro Especial, vem corrigir um erro grave quando da criação do quadro, não criaram junto o plano de carreira para seus integrantes. Passei 28 anos trabalhando em primeira seção de grandes comandos e sempre participei de reuniões sobre os diversos quadrooficiais e praças e, algumas vezes, com voz de veto ou aprovação. Agora vejo a possibilidade da correção de erro berrante na criação deste quadro. Parabéns aos envolvidos

    Resposta
  • 02/12/2017 em 04:50
    Permalink

    Sr Paulo. Deixa de ser invejoso e corra também atrás.

    Resposta
  • 05/12/2017 em 19:20
    Permalink

    Esse suposto cidadão que diz ser do CFS/97,é mas um infeliz, invejoso, recalcado, frustrado e deve ter puxado muito o saco na sua infeliz carreira, para vir aqui neste site, e fazer comentários não condizentes com a realidade. Hora, meu caro, eu particularmente, não tenho inveja de ninguém, se todos os sargentos de carreira fossem promovidos ao maior posto militar, eu ficaria muito feliz, pois não tinha nada a ver com o Quadro Especial. Mas quem busca orgasmos em outras pessoas, jamais sentirá prazer na sua vida. Não sei se é o seu caso em questão. Apologia ao Puxa-saco O subserviente não é uma pessoa, mas uma fraude cujo valor corrompido é sua própria dignidade. Não consegue açambarcar o valor da sua personalidade pois este valor está sendo constantemente lesado por ele próprio.
    Não possui opinião (pelo menos própria) posto que a sua razão é ofuscada pelo impositivo psicológico de agradar ao seu chefe. Qualquer coisa que fira o seu íntimo não lhe fere se não ferir o íntimo do seu senhor, já que sua dor (ou razão) está contida na satisfação total do seu eleito. Nada é-lhe abominável se for do agrado do seu ungido. É uma execração pública promovida por e contra si (inconsciente?) e em perfeita harmonia dos seus instintos servis com o masoquismo e a idolatria, num sinistro ritual de veneração simplória na exaltação da ignorância. O riso do chefe é seu altar e o sacrifício é sua honra (como se lha tivesse) em perfeita consonância da sua fidelidade com o nada que tanto venera. Seu espírito tinge-se de mágoa e escuridão pois não o tem mais e, morrendo seu chefe, ele morre junto pois sua vida está no objeto de sua veneração. Quando morre não faz falta, nem aos vermes de sua estirpe, pois em si mesmo já está morto. Morto por ter devotado sua nula existência no prazer de exaltar seu conivente e ilustre representante do nada que significam. São a escória da sociedade indicada por si mesmos.Talvez, algum dia, isso possa ser curado (ou atenuado) pela Psicologia ou pela Psiquiatria. Por ser alguém (ou ninguém?) tão pobre que nem o desprezo mereça, deve ser notado, não com asco, mas com incomensurável misericórdia. Pois, se não for uma morbidez irreparável do corpo ou do cérebro, provavelmente pode ser um espírito perturbado ou tentando nascer.
    Existem várias formas de tentar o suicídio. Penso que esta seja a mais triste porque todos assistimos ao subserviente morrendo a cada dia em favor de uma causa perdida. Assaz imprudente e inútil é tentar dissuadi-lo. Pois toda vez que um homem tenta que outrem aja contra seus princípios, intenta em crime contra a Humanidade (mesmo nesse caso e se é que a subserviência pode ser tida como princípio – perdoem-me pela analogia). Não teve pelo que viver (pois não viveu) e nem tem pelo que morrer pois já aniquilou-se. Tampouco tem (ou teve) pelo que lutar por ter-se envolvido na inércia e na passividade de se tornar tão desagradável, tão asqueroso. Seria pretensioso se tentasse explicar o que não tem explicação ou ver lógica no que é ilógico. Perdoar-me-ia a vaidade, neste entretanto, se não soubesse que somos tão preconceituosos tanto quanto a importância que damos à medida do preconceito das pessoas.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.