‘Severinos’: Exército recebe 190 milhões para cuidar dos refugiados venezuelanos

O orçamento será destinado para ações humanitárias, em favor dos Refugiados Venezuelanos.

O comandante da Base de Apoio Logístico do Exército, Eduardo Pazuello, será o coordenador operacional da atuação das forças armadas em meio à crise migratória.

O Ministério da Defesa terá um aporte orçamentário no valor de R$ 190 milhões para desenvolver ações de assistência emergencial e acolhimento humanitário de pessoas vindas da Venezuela ao País.

O crédito extraordinário consta na Medida Provisória 823/2018,  publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 12.

A abertura do recurso foi possível por causa de anulação parcial da dotação orçamentária do Ministério do Trabalho voltada para gastos com seguro-desemprego.

O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho, conversou com a imprensa na sexta-feira (09), após reunião com a governadora Suely Campos para falar sobre as ações emergenciais que serão desenvolvidas em Roraima.

O comandante da Base de Apoio Logístico do Exército, Eduardo Pazuello, será o coordenador operacional da atuação das forças armadas em meio à crise migratória. Ele será o responsável pela ligação entre as agências do Governo Federal e os governos estadual e municipal, para melhorar o atendimento aos imigrantes.

O almirante Ademir Sobrinho detalhou algumas das primeiras ações. “As Forças Armadas começaram nesta sexta-feira  a distribuição de alimentos aos imigrantes, que será intensificada a partir da semana que vem. Vamos começar a melhorar a situação dos abrigos e disponibilizar novos centros de acolhimento. Na fronteira, vamos intensificar a triagem e o controle dos imigrantes, direcionando-os para os centros de acolhimento ou auxiliando o processo de interiorização deles no Brasil”, afirmou.

http://folhabv.com.br/noticia/Governo-Federal-publica-Medida-Provisoria-e-libera-R–190-milhoes/37672

Um comentário em “‘Severinos’: Exército recebe 190 milhões para cuidar dos refugiados venezuelanos

  • 13/03/2018 em 11:54
    Permalink

    Dinheiro pra refugiados tem, dinheiro pra dar uma vida mais digna para os praças do EB e suas famílias não…….negaram as promoções dos QE……há, para promoções dos QE não tem dinheiro.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.