SUICÍDIO DE MILITAR – QUAIS AS CAUSAS? E COMO EVITAR ESSA TRAGÉDIA?

Veicula-se em Redes Sociais, o suicídio de Tenente Coronel do Exército, ocorrido no último Natal – Nos últimos anos foram diversos casos. O Centro de Comunicação Social do Exército não respondeu a reportagem.

Tenente Coronel Santana, cometeu suicídio, no último Natal.

O CORPO DO TENENTE CORONEL FOI LEVADO AO HOSPITAL CENTRAL DO EXÉRCITO 

Dita-se que o Tenente Coronel SANTANA, falecido, tinha como Formação o Curso de Comunicações da AMAN – Academia Militar das Agulhas Negras e trabalhava no CTEx – Centro Tecnológico do Exército. 

Afirma-se que o Oficial seria depressivo e já teria buscado ceifar a própria vida por, ao menos, duas ocasiões. 

OS CASOS ESTÃO SE TORNANDO RECORRENTES E ATINGE AS MAIS VARIADAS IDADES 

A tragédia dos Suicídios tem ocorrido desde a Formação de Jovens Oficiais, Sargentos e Soldados, como também com os Militares mais velhos e experientes de diferentes Postos e Graduações – General suicidou-se no Haiti. 

Nos Quartéis existiram ocorrências com Tenente Coronel, Major, Capitão, Tenente, Subtenente, Sargento, Soldado, Cadete e Aluno, dentre outros. 

QUAIS SERIAM AS PRINCIPAIS CAUSAS DO SUICÍDIO DE MILITARES 

Os Policiais Militares, em regra, são vítimas da pressão da profissão, quando se refere aos riscos de morte, como também os mais diversos confrontos com delinquentes e com a própria população. 

Os Militares das Forças Armadas, em regra, não estão em confronto, uma vez não existir Guerra, no momento. Porém a pressão cotidiana do trabalho Castrense, cobrança exacerbada e a despreocupação com o Pessoal são motivos tácitos. 

Dívidas, aliado a problemas Familiares, incluindo a Separação em relacionamentos sérios, são fatores que contribui para o vazio interior e entender que não há mais sentindo na Vida. 

Desilusões na Carreira, sofridas, especialmente, em Processos de Promoções e Seleções para as mais diversas atividades, também contribui significativamente. 

COMO EVITAR OU REDUZIR O SUICÍDIO DE MILITARES 

Aos Policiais Militares, entende-se que se faz necessário, além de atendimento de equipes especializadas, profissionais de saúde e religiosos, também a redução drástica na criminalidade no Brasil. Observar mudanças comportamentais que se apresentam e evitar o isolamento. 

Ás Forças Armadas, em regra, possuem, equipes médicas e Capelães Militares. Porém se faz necessária, a ocorrência de Palestras a respeito do assunto, a todos os militares de todos os Postos e Graduações, bem como a ocorrência de Visitas de profissionais especializados, aos locais de trabalho dos profissionais militares. Observar mudanças comportamentais que se apresentam e evitar o isolamento. 

Tornar realidade a tão repetida frase de todos os Comandantes: “o nosso maior bem e preocupação é com o nosso pessoal”. 

A ROTINA NA CASERNA – NÃO HÁ VERDADEIRA PREOCUPAÇÃO COM O HOMEM 

 Os Comandantes das mais diversas Organizações Militares, cada vez mais se afasta da preocupação para com os Subordinados, destinando seus tempos a, especialmente, Planejamentos de Visitas de Autoridades, Formaturas e umas tantas outras atividades administrativas. Muitas das vezes em reuniões intermináveis de Oficias, sem sequer dirigir-se, muitas das vezes por semanas, a Tropa. 

 Na Marinha do Brasil, quando em contato com militares embarcados em Navios Patrulhas Fluviais, tivemos conhecimento da triste realidade que, os Oficiais raramente dirigem-se a Praças. No tocante a figura do Comandante, a realidade passada por Suboficial seria pior, uma vez que em dois anos embarcado, esse ditou que jamais existiu comunicação do citado Oficial Comandante para com os Suboficiais, imagina-se para com as demais Praças. 

SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA RELIGIOSA 

Apenas existente em datas comemorativas, quando se determina a realização de Missa, Culto Evangélico e Espiritas, dentre outros. Sim, “tudo para Inglês ver”. 

Gerações de Militares desconhece o trabalho de Assistência Religiosa. 

Gerações de Militares desconhece Palestra de Profissional Psiquiatra e Psicólogos a respeito.

– O ESFORÇO DA CAPA: “Comandante preocupado com a Tropa não chega a General – Não é Vitrine – Não soube representar”.

 – Dizia-me um colega carioca: “ema, ema, ema, cada um resolva seus problemas” – Somos também retrato e partícipe de uma sociedade egoísta e do próprio umbigo.

5 comentários em “SUICÍDIO DE MILITAR – QUAIS AS CAUSAS? E COMO EVITAR ESSA TRAGÉDIA?

  • Avatar
    27/12/2017 em 18:48
    Permalink

    A velha história do rato na casa do vizinho. Agora que o Ten Cel se suicidou, vão inventar um grupo de estudos.

    Resposta
  • Avatar
    28/12/2017 em 10:02
    Permalink

    Soube que um Subtenente morreu de infarto por não ter sido promovido em seu ultima QAM a QAO antes de ir para reserva, depois de ter passado varios QAM……..estou tentando colher informações. Parabéns a Famosa e ilegal CPQAO, Parabéns a DAProm por seu trabalho ilegal.

    Resposta
  • Avatar
    28/12/2017 em 19:13
    Permalink

    Este caso não é isolado e, infelizmente, não será o último, já que a depressão tornou-se epidêmica, segundo a OMS.
    Muito poder “da caneta”, nas mãos de gentes incompetentes e mal intencionadas, que vivem para prejudicar os subordinados.
    Para piorar a situação, o militar depressivo sofre perseguições e humilhações, dentro do seu ambiente de trabalho, que não é nada salutar, no dia a dia.
    Parece que a vida não ferra quem merece, porque o que não falta é gente escrota, feliz da vida, pronta para destruir a vida de outrem, dentro dos quartéis espalhados neste Brasil.

    Resposta
  • Avatar
    31/12/2017 em 20:08
    Permalink

    Essas postagens são revestidas do mais alto grau de amadorismo. Pelo visto o blogueiro não dispõe de qualquer conhecimento científico relacionado a doenças psiquiátricas e afins pra opine sobre causas de suicídio, muito menos citou fontes confiáveis.
    Por outro lado, insatisfeito com a instituição tenta depreciar a imagem da força.
    O caminho não é por aí.

    Resposta
  • Avatar
    03/01/2018 em 04:27
    Permalink

    So falou verdades….gostei…todos pensam assim, so nao falam.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.