Bolsonaro cresce e chega a 30%, após ataque, e pode ganhar no 1º turno

Jair Bolsonaro (PSL) aumenta vantagem e lidera com folga na primeira pesquisa de intenção de voto pós-atentado contra o presidenciável na última quinta-feira, 6,e uma semana desde o início da campanha eleitoral gratuita. Na pesquisa estimulada, realizada pela FSB/BTG Pactual, o candidato subiu de 26% para 30%. Por outro lado, Marina Silva (Rede) caiu de 11% para 8%. Com a desidratação de eleitores de Marina, Ciro Gomes (PDT) assume o segundo lugar na preferência, apesar de manter os 12% registrados na última pesquisa. Esse cenário não considera Luiz Inácio Lula da Silva (PT) candidato.
Com a queda de Marina para 8%, a candidata da Rede iguala as intenções de voto de outros postulantes no terceiro lugar. Geraldo Alckmin (PSDB) manteve os 8% registrados na última consulta. Enquanto, o candidato a vice-presidente, e possível substituto de Lula, Fernando Haddad (PT) oscilou no limite da margem de erro (dois pontos), saindo de 6% para 8%.
Álvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoedo (Novo) aparecem com 3%, cada. O primeiro manteve a mesma intenção desde a última pesquisa, enquanto o emedebista subiu dois pontos. Na contramão, Amoedo perdeu um ponto percentual.
Em queda
O percentual de quem não votaria em ninguém decresceu 5 pontos percentuais, de 18% para 13%. Branco/nulo somam 3%, enquanto não sabe/não responderam subiu de 6% para 8%.
Os dados são da pesquisa FSB/BTG Pactual realizada entre os dias 8 e 9 deste mês. A comparação é entre os dados desta e o da pesquisa anterior, realizada pela mesma instituição, nos dias primeiro e dois de setembro.
Intenção de votos na pesquisa estimulada
Jair Bolsonaro (PSL) – 30%
Ciro Gomes (PDT) – 12% 
Marina Silva (Rede) – 8%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 8%
Fernando Haddad (PT) – 8%
João Amoêdo (Novo) – 3%
Guilherme Boulos (Psol) – 1%
Cabo Daciolo (Patriotas) – 1%
Ninguém/Nenhum – 13%
Branco / Nulo – 3%
Não sabe – 7%
Não Respondeu – 1%
A margem de erros é de dois pontos para mais ou para menos 
Espontânea
Na pesquisa espontânea, Lula cai 9 pontos percentuais. O ex-presidente, preso em Curitiba desde 7 de abril, registrava 21% das intenções de votos no início do mês, agora 12% do eleitorado afirma votar no petista. Na contramão, Bolsonaro saiu de 21% para 26%. Ciro subiu de 4% para 7%. Quatro candidatos têm 3% de preferência: Marina, Alckmin, Haddad e Amoedo.
Apesar da redução, 24% para 22%, aqueles que não sabem ou não responderam têm a segunda maior parcela do eleitorado na segunda semana de setembro. Seguido daqueles que afirmam votar em nenhum ou niguém (12%), que anteriormente registrou 14% dos eleitores. 4% afirmaram votar brancos ou nulo.
Os dados são da pesquisa FSB/BTG Pactual, divulgada nesta segunda-feira, 10, e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01522/2018. O levantamento foi realizado entre os dias 8 e 9 de setembro com 2000 eleitores e a margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.
Intenção de votos na pesquisa espontânea
Jair Bolsonaro (PSL) – 26%
Lula (PT) – 12%
Ciro Gomes (PDT) – 7%
Marina Silva (Rede) – 3%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 3%
Fernando Haddad (PT) – 3%
João Amoêdo (Novo) – 3%
Ninguém/Nenhum – 13%
Branco / Nulo – 4%
Não sabe – 20%
Não Respondeu 2%
 A margem de erros é de dois pontos para mais ou para menos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.