Bomba: Sargento traficante de armas deveria está no Quartel ou ser Desertor

Observado Sentença Judicial, Sargento Preso por Tráfico de Armas, deveria ter sido declarado Desertor ou está trabalhando no Quartel, realizando o seu tratamento de saúde – Excerto da Sentença da Justiça.

 

SARGENTO TAMBÉM SERVIA NO 34 BIMEC – EXISTIU PROCEDIMENTO APURATÓRIO (IPM e/ou SINDICÂNCIA), SEGUNDO FONTES

Segundo fontes, o Comando Superior, enquadrante do  34 BIMec, localizado em Foz do Iguaçu-PR, determinou procedimento apuratório, face aos gravíssimos fatos.

Do exposto na Sentença, o afastamento do militar da guarnição e do quartel, se deveu, mais uma vez, por erro ou dolo, pois, observa-se claramente, que o Sargento ‘Rei das Armas’, deveria está no quartel e/ou na Guarnição, em tratamento de saúde e, até mesmo, trabalhando em funções burocráticas.

RELEMBRE A REPORTAGEM COMPLETA DA PRISÃO

6 comentários em “Bomba: Sargento traficante de armas deveria está no Quartel ou ser Desertor

  • 23/03/2018 em 11:48
    Permalink

    Sendo confirmado que o mesmo é um traficante que abastece o crime, não tem que ser tratado como militar e sim como desertor, encarar o tráfico como doença é ter que construir hospitais psiquiátricos para tratar políticos.

    Resposta
  • 23/03/2018 em 17:31
    Permalink

    Leia o artigo 188, Inciso II, do CPM, e com o mínimo de esforço mental é possivel concluir que se estava agregadp não poderia ser decretada a deserção. Notícia sensacionalista!!!

    Resposta
  • 23/03/2018 em 18:52
    Permalink

    Lamentável ver um militar ter essa atitude!
    Temos que ter leis mas duras pra conter esses comportamentos.

    Resposta
  • 24/03/2018 em 04:18
    Permalink

    Se bobear ele vai continuar no Exército e ainda sai QAO…

    Resposta
  • 24/03/2018 em 12:45
    Permalink

    Sempre existiu desvio de conduta nas Forças Armadas, como qualquer instituição ou órgão público. Contudo nunca ouve corporativismo da classe para proteger um criminoso. Então é mais um caso isolado que não merece tanta divulgação !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.