DADA LARGADA DE PMs MORTOS EM 2018 NO RIO – É GOVERNADOR PEZÃO TEREMOS NOVO RECORDE?

Já são 2 Policiais Militares do RJ mortos nos primeiros dias de 2018. Nos cabe perguntar quais seriam as providências das Autoridades constituídas para evitar novo recorde trágico – Em 2017 foram 134 PMs Assassinados.  

https://extra.globo.com/casos-de-policia/em-menos-de-16-horas-rio-tem-dois-pms-mortos-ultimo-caso-ocorreu-em-queimados-22252800.html

QUAIS AS PROVIDÊNCIAS DE PEZÃO E TRUPE – “ENTREGAR CORBÉLIA DE FLORES”

Infelizmente  há certeza que o ano de 2018, será marcado por inúmeras mortes de Policiais Militares no Estado do Rio de Janeiro. Torcemos que ocorra menos homicídios, comparadas ao ano de 2017, quando foram registrados 134 assassinatos de Policiais Militares do RJ.

Outra conclusão é que o Governo do Estado do Rio não tem qualquer planejamento para fazer frente ao Crime Organizado e Milícias.

Governo esse que, a muito, deveria ter sido destituído por falir às Finanças e a Ordem Pública, do Estado Fluminense.

Governo desacreditado e desmoralizado, que foi chamado, juntamente com os Comandantes de Batalhões da PM, de comparsas do Crime Organizado, pelo Ministro da Justiça.

Soldado assassinado, socorrido por colega de farda – Fatídica realidade.

COMANDANTES MILITARES ACATAM COLOCAR ÀS FORÇAS ARMADAS NESSE BARRIL DE PÓLVORA

O Presidente da República e o Ministro da Defesa querem palanque e não estão verdadeiramente preocupados para com os Militares das Forças Armadas, pois são sabedores que não há  como empregar às Tropas Federais, sem missão prévia e definida, por tempo limitado e local definido.

Causa perplexidade os Comandantes Militares acatarem de bom grado o Emprego de Tropas Federais numa Guerra sem Planejamento, num Estado totalmente corrompido nas suas Esferas de Poder.

SOLDADOS DAS FORÇAS ARMADAS SOFRERÁ REPRESÁLIAS

Os militares das Forças Armadas são moradores dessas mesmas comunidades carentes e favelas. São potenciais vítimas do Crime Organizado e Milícias, que possuem seus Tribunais Paralelos, sem qualquer apego a Vida.

MILITARES LICENCIADOS DOS QUARTÉIS INCORPORAM AO MUNDO DO CRIME

Também é estarrecedor observar que Militares, especialmente, Soldados, Cabos e Sargentos Temporários, são licenciados ou dão baixa dos quartéis e, posteriormente, são aliciados e incorporam ao Crime Organizado e Milícias, enquanto  as ditas Autoridades fecham os olhos a mais essa trágica realidade.

Chamamos atenção que no modelo atual, onde ocorre o licenciamento dos Militares Temporários dos Quartéis, sem uma prévia Capacitação para o Mercado de Trabalho e/ou aproveitamento em organismos envolvidos com a Segurança Pública, às Forças Armadas estariam, despropositadamente, formando pessoal para o Crime.

O Planejamento vai muito além de meras  ações pontuais – O ano de 2018 apresenta cenário sombrio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.