Exército: General Villas Boas não fez ameaça de Intervenção Militar

Cúpula do Exército, dita que fala do Comandante do Exército é sua posição contra ‘guinada do STF’. OAB, Ministério Público e Políticos criticaram a postagem de Villas Boas.

As sete trombetas Fraco politicamente e entrincheirado contra o STF e a PGR, Michel Temer silenciou sobre a mais desafiadora mensagem já emitida pelo comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas. Dois ministros do Supremo, em privado, relativizaram o tiro de alerta disparado pelo general contra a corte. Integrantes da cúpula das Forças Armadas reconheceram que a fala tinha a missão de “reforçar” posição contrária à revisão da prisão em segunda instância, mas negaram se tratar de chantagem.

Nua e crua Apesar das tentativas de minimizar o episódio, a fala de Villas Bôas elevou a crise em diversos graus e ampliou sobremaneira a pressão sobre o Supremo.

Verão passado Um integrante do STF fez questão de lembrar que foi a corte quem concedeu anistia aos militares e que, por isso, não há motivo para enxergar um gesto de intimidação ao tribunal.

É a lama Ministro da Justiça do governo Lula, Tarso Genro (PT) diz que o comandante do Exército falou para a tropa. “É o início de uma tutela militar sobre o processo político. O resultado é imponderável. A besta do fascismo ficará mais excitada.”

A Deus pertence Um ministro que é a favor da prisão em segundo grau diz que o jogo desta quarta (4), quando começa o julgamento do caso de Lula, já está jogado. Para ele, pressões das duas alas da corte não levariam a mudanças de última hora. Em 2016, Rosa Weber foi contra a antecipação da pena.


Reforço Servidores, estudantes e profissionais liberais de Brasília receberam mensagens de WhatsApp com estímulos a vestir verde e amarelo nesta quarta (4) para, após o expediente, engrossar atos contra Lula.

Ato falho? Resolução aprovada pela executiva do MDB nesta terça (3) não inclui a candidatura de Paulo Skaf ao governo de São Paulo na lista de palanques estaduais do partido. O artigo 7 do documento registra que a sigla lançará nomes em MS, RS, RR, ES, MA, PA, PE e SC. E só.

Vem comigo! Dirigentes do PSB paulista mantêm conversas com Skaf sobre eventual aliança na sucessão estadual. Os pessebistas estão dispostos a oferecer a ele a vaga de vice na chapa encabeçada por Márcio França.

Um na mão O PSB havia acenado com a vice de França para o DEM. Mas hoje a legenda avalia que, se o posto atrair Skaf, é melhor fechar com o MDB.

2 comentários em “Exército: General Villas Boas não fez ameaça de Intervenção Militar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.