Mourão: “Bolsonaro o homem que libertou 8 mil cubanos da escravidão, o justo”

Publicado em 16 novembro, 2018 6:45 am

Declaração inacreditável do vice-presidente eleito, General Mourão, no Twitter, sobre a saída dos cubanos do Mais Médicos:

No futuro, quando Cuba for livre, os livros contarão a história do homem que libertou 8 mil cubanos da escravidão: Jair Bolsonaro, o Justo.

General Mourão. Foto: Divulgação/Twitter

Hamilton Mourão@GeneraIMourao

No futuro, quando Cuba for livre, os livros contarão a história do homem que libertou 8 mil cubanos da escravidão: Jair Bolsonaro, o Justo.

2.722 pessoas estão falando sobre isso

Acompa

2 comentários em “Mourão: “Bolsonaro o homem que libertou 8 mil cubanos da escravidão, o justo”

  • Avatar
    16/11/2018 em 16:10
    Permalink

    Publicação tendenciosa…. Tá até parecendo a Foice de São Paulo!!
    Por que Cuba não aceitou as condições para prosseguir no Programa Mais Médicos?
    Olha as imposições do Bolsonaro:
    1. Apresentação dos diplomas dos médicos, o que não foi feito pelo governo do PT;
    2. Fazer o REVALIDA, para verificar a capacidade técnica dos médicos;
    3. Repassar, INTEGRALMENTE, os salários aos médicos, já que “70%” vai para o governo cubano, para financiar sua ditadura;
    4. Os médicos trazerem suas famílias para morar no Brasil, evitando, assim, coações e perseguições.
    Por que o governo de Cuba não aceitou, já que traria benefícios para seus médicos?! Porque a finalidade é desviar verba pública e lavar dinheiro para os comunistas!
    Muito mais que acertada a decisão do Bolsonaro!!! Acabou com mais uma farra do PT com o dinheiro público!
    Se entrar no Youtube e pesquisar “médicos cubanos denunciam o programa mais médicos”, vão ver a opinião de quem está sofrendo na pele, sendo usado e coagido.

    Resposta
  • Avatar
    17/11/2018 em 07:26
    Permalink

    Mourão só fala merda. um idiota. Vice presidente os cubanos que tem parentes na ilha terão de voltar, ainda são escravos. um idiota. calado é um poeta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.