Mourão filia-se ao PRTB e pode ser candidato a Presidente ou Vice de Bolsonaro

Kelly Mantovani
SÃO PAULO

O general da reserva Antonio Hamilton Mourão filiou-se ao PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) e pode ser candidato da legenda ao Palácio do Planalto.

A sigla tem como tradicional postulante à Presidência da República Levy Fidélix, que ficou conhecido nacionalmente pela defesa de um aerotrem como principal bandeira.

Recentemente, Fidélix tem tentado mudar um pouco sua imagem, chegando a produzir algumas peças de campanha em que é chamado de “bigodão”.

Mas ele já disse que poderá abrir mão da candidatura para dar espaço ao general. “O Brasil só tem uma solução: general Mourão, presidente urgente!”, afirmou Fidélix em uma rede social em setembro de 2017.

Mourão filiou-se no início de abril ao partido, poucos dias antes do prazo legal para a disputa da eleição deste ano, mas o fato só foi divulgado agora.

Procurados, Fidélix e o general não se manifestaram sobre a eleição.

Folha apurou junto a pessoas da direção do partido que a possibilidade de uma candidatura de Mourão está sendo considerada seriamente.

Nesse caso, ele provavelmente dividirá com Jair Bolsonaro (PSL) uma parte do eleitorado mais conservador, e que prioriza temas ligados à segurança pública.

Bolsonaro, que é ex-capitão do Exército, tem boa relação com Mourão.

Uma aliança entre os dois não está descartada, o que poderia levar a uma situação inusitada: um general do Exército como candidato a vice na chapa de alguém de patente mais baixa.

Uma eventual candidatura também enfrentaria dificuldades de ordem prática, como pouco tempo de TV, falta de dinheiro e inexistência de palanques competitivos nos estados.

O PRTB elegeu apenas um deputado e deve ter no máximo 10 segundos de tempo na propaganda eleitoral a partir de 31 de agosto. Atualmente, não conta com nenhum parlamentar no Congresso Nacional.

Desde os protestos contra a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em 2015, que levariam a seu impeachment, Mourão se tornou popular entre grupos de direita e extrema-direita —a ponto de bonecos infláveis gigantes dele terem sido produzidos e exibidos em manifestações.

Antes de passar à reserva no início deste ano, o general Mourão envolveu-se em polêmicas dentro do Exército.

No ano passado, ele disse que os militares poderiam impor uma situação para a crise política no país.

4 comentários em “Mourão filia-se ao PRTB e pode ser candidato a Presidente ou Vice de Bolsonaro

  • 09/05/2018 em 14:03
    Permalink

    A população civil acha que o Exército é o Guardião da Moralidade no país. Os civis devem saber que cada quartel é uma mini-ditadura, que se você contrariar um comandante na coisa mais banal que for vai deixar ele magoadinho, e isso significa acabar com a carreira de quem ousou ferir o ego do comandante… os civis têm que saber que metade dos Generais pensa que são deuses, e a outra metade… não pensa, tem certeza que são. A sociedade civil precisa saber que no Exército também tem corrupção, diárias são recebidas indevidamente, obras são superfaturadas, licitações são fraudadas… mas o militar que ousa denunciar é perseguido perpetuamente, pois “manchou a imagem da instituição”.

    Resposta
    • 09/05/2018 em 19:26
      Permalink

      Mesmo assim nobre amigo. Vc prefere continuar nessa baderna que vai acabar transformando o país em uma Venezuela. Pense nisso. Na época do regime militar muita gente reclamava mas pq sera que se esses quereclamavam, agora pedem intervenção militar.

      Resposta
      • 10/05/2018 em 06:05
        Permalink

        Mesmo assim uma virgula. prefiro um civil no poder que um general ou oficial hipócrita e meritoso, que não lutou por sua tropa ou pelos seus praças. não se importou de dar dignidade a seus subordinados e familiares deles. Agora vem pedir voto. Canalhas. Sobre o Povo pedir intervenção Militar é porque não conhece a Hipocrisia dos Oficiais das FFAA, só pensam no seu umbigo, se acham deuses, se acham superior aos praças. Ainda existem os oficiais ladrões que roubam dinheiro publico também……..muitos, em todos quarteis que passei vi isto. Hora, faça me o favor. AOS PRAÇAS, NOS SOMOS A MASSA DAS FFAA, NÃO VOTE EM OFICIAL, VOTE EM PRAÇA……quem elege os militares politicos, somos nos os praças.

        Resposta
  • 21/05/2018 em 14:12
    Permalink

    Nesse nao voto. Quando na ativa defendeu direito de oficiais mas esqueceu os direitos dos praças que sao atrapalhados nas suas aspiriçoes e planejamentos em suas carreiras por serem regidos por dezenas de portarias conflitantes.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.