Traição: General Etchegoyen, impõe Militares na Reforma da Previdência

Comandante do GSI e íntimo de Temer, Etchegoyen é acusado de Traidor dos Militares

 ETCHEGOYEN JÁ DEFENDEU REFORMA NA PREVIDÊNCIA DOS MILITARES NA ECEME – ‘SANGUE AZUL’?

Oficias de Alta Patente, Generais e Coronéis, lembram que o General Ettchegoyen, Chefe do GSI – Gabinete de Segurança Institucional, íntimo do  Presidente Temer, há muito mostra-se distante dos problemas dos Militares, com baixos Soldos e defasagem Salarial alarmante.

Reza a lenda, que o típico ‘SANGUE AZUL’, já ‘causou alvoroço’ na ECEME – Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, quando então defendeu a necessidade da perda de Direitos Previdenciários dos Militares, ditando ser necessário o enquadramento das Forças Armadas ao TETO PREVIDENCIÁRIO.

DESCONTENTAMENTO GENERALIZADO E LEMBRANÇA QUE ETCHEGOYEN ASCENDEU AO GENERALATO MESMO COM PUNIÇÃO DE PRISÃO

Outro fato que é constantemente lembrado pelos Oficiais de ‘Altos Coturnos’ é a lembrança que o General Chefe do GSI ascendeu ao Generalato com a mais Grave Punição Disciplinar – PRISÃO, em detrimento de tantos outros Coronéis de Carreira exemplar – Abaixo reportagem  da Revista Veja!

https://veja.abril.com.br/blog/radar/a-revolta-dos-militares-com-o-general-etchegoyeng/

“Pegou extremamente mal na caserna o vídeo em que o general Sérgio Etchegoyen não só defende, como classifica a reforma da Previdência é como um ato de coragem.

Os militares andam tensos com a convicção de que as regras de suas aposentadoria serão alteradas.

Em grupos de Whatsapp, fardados de alto escalão e do chão do quartel vêm chamando Etchegoyen de traidor.

Alguns apostam que ele adoraria sair candidato a algum cargo nas eleições deste ano e, claro, se isso acontecer, vão lembrar da campanha do general contra os interesses da categoria”.

42 comentários em “Traição: General Etchegoyen, impõe Militares na Reforma da Previdência

  • 17/02/2018 em 20:52
    Permalink

    Apenas mais um capítulo de tantos que vemos acontecer na vida castrense.
    Uma posição dessas com certeza será recompensada com um cargo bem generoso, afinal é assim que caminha a humanidade.

    Resposta
  • 17/02/2018 em 20:52
    Permalink

    Covarde. Ja ta garantido o seu de general, mais outros que esta ganhando por fora no governo, e quer ferrar a tropa.

    Resposta
  • 17/02/2018 em 21:05
    Permalink

    Nojento,
    Alma sebosa.
    Só saiu general pois é parente de Nelson Jobim.
    Não vale 1 tostão furado.

    Resposta
  • 17/02/2018 em 22:31
    Permalink

    Esta atitude é uma traição!!!!
    Espero que nunca tenhamos de contar com a ajuda de chefes assim!!!! Uma vergonha para o alto comando do exército!

    Resposta
  • 17/02/2018 em 23:16
    Permalink

    Só nao vou falar que esse general é um imbecil alma sebosa falastrão que vale menos que a bactéria do cocô do cavalo do bandido, porque senão eu estarei cometendo transgressão disciplinar. Se não fosse por isso eu falaria.

    Resposta
  • 17/02/2018 em 23:21
    Permalink

    Hipócrita e covarde. Geralmente pessoas dessa “qualidade” são uns incompetentes que só ocupam cargos importantes por amizade ou parentesco com algum político.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 01:09
    Permalink

    Boa noite, coitados tomara que aconteca, somos um bando, oficial de ECEME não pode se misturar com quem não tem ECEME, esse oficial sem ECEME não se mistura com o QCO, o QCO não se mistura com o QAO, o QAO, não se mistura com os Subtenentes que não foram promovidos e com os oficiais temporários e todos esses que citei detestam os 1o sargentos para baixo.
    Dividir para conquistar!

    Resposta
    • 18/02/2018 em 16:40
      Permalink

      Pois sou QAO e tenho muita amizade pelos ST/SGT da OM onde sirvo. Agora, quanto a vc, bem, deve ser verdade nenhum desses que vc citou não falar contigo, pois deve ser um porre e um bagual de preguiça.

      Resposta
        • 19/02/2018 em 01:06
          Permalink

          Não faço questão de vc falar comigo, deve ser um babão.
          Gosto de lidar com pessoas de conteúdo e amigos de verdade, sem sorrisinhos de fachada e por detrás pura falsidade.

          Resposta
  • 18/02/2018 em 03:59
    Permalink

    Cuidado com os comentários desse Messias! É um Picareta que foi afastado das Forças Armadas! Muito cuidado!

    Resposta
    • 18/02/2018 em 10:56
      Permalink

      Você é um nojento.
      Messias Dias é top e o Exército arregou e o promoveu, com medo da justiça.
      Esse general em Cruz Alta beneficiou a família dele. É podre de rico com contratos para a família.

      A diferença é que o Messias tem o que você jamais terá: caráter, coragem e dignidade.

      Vá baba ovo de Comandante.

      Resposta
    • 18/02/2018 em 10:58
      Permalink

      Um puxa saco identificado aqui gente!!! O erro do Messias foi revelar a sujeirada do processo de Promoção a QAO, que é todo ilegal……..picareta deve ser você, babão.

      Resposta
    • 18/02/2018 em 12:08
      Permalink

      Mário Rosa, se ele fosse picareta não estaria sendo perseguido pela Força. Quem não serve aos propósitos de oficiais PICARETAS é que é afastado, para não atrapalhar o funcionamento do “sistema”.

      Resposta
  • 18/02/2018 em 07:31
    Permalink

    A reforma da previdência não atinge mais os Gen, todos têm quase 40 ou mais de 40 anos de serviço, por isso não estão preocupados com Reforma da previdência.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 08:07
    Permalink

    Noticia falsa! o Gen nunca se manifestou sobre o assunto, com tais propostas. A punição imposto foi cancelada, conforme o regulamento.
    Fale news!!!!!!!!

    Resposta
    • 18/02/2018 em 10:56
      Permalink

      Reclame com a Veja que publicou a materia.

      Resposta
    • 18/02/2018 em 12:03
      Permalink

      O Ten. Messias Dias não cria notícias, ele seleciona as notícias de interesse para os militares, de outras fontes jornalísticas. Portanto, se você acha que a notícia é falsa, vá reclamar direto com a fonte. E quanto ao general ter punição cancelada, uma pergunta: ele foi punido antes ou depois de sair general? Porque eu tive uma punição ANULADA (sim, anulada… não foi cancelada, foi anulada por ilegalidade e injustiça na punição) e até hoje sou Subtenente, não fui promovido por causa do ranço que a instituição tem contra quem procura seus direitos na Justiça. Mas parece que com oficial superior as coisas são mais fáceis.

      Resposta
  • 18/02/2018 em 09:10
    Permalink

    Os três poderes estão contaminados , e essa lama está escorrendo e sujando tudo a sua volta . O POVO CLAMA POR INTERVENÇÃO MILITAR URGENTE. NOA MOLDES E NOS PADRÕES MILITARES . JAMAIS ACEITANDO ORDEM DE CORRUPTOS , POLITICOS SEM MORAL .
    Assumam o comando e fechem os três poderes da República levanto os condenados a serem julgados em CORTE MARCIAM .

    Resposta
    • 18/02/2018 em 13:07
      Permalink

      Marilda, se o povo clama por intervenção militar como vc disse, é porque não tem conhecimento do que acontece nos quartéis. As falcatruas são muitas, pricipalmente envolvendo licitações. E nada vem à tona porque cada quartel é uma MINIDITADURA para manter o status quo das coisas, e quem tenta denunciar algo é expulso, reformado, perseguido ou simplesmente não consegue mais ser promovido.

      Resposta
      • 18/02/2018 em 16:49
        Permalink

        Meu amigo, trabalho em SALC e posso afirmar que vc está completamente enganado e desinformado. De certo, nunca trabalhou com licitação na sua Unidade e nem coragem pra isso deve ter, uma vez que, aqueles que lá labutam, não tem horario certo pra sair do quartel… Uma vez que os recursos são poucos e não podemos o perder. Na minha opinião vc NÃO tem conhecimento de causa e, portanto, falou tamanha asneira.

        Resposta
      • 18/02/2018 em 22:24
        Permalink

        Pura verdade
        Não damos conta da faxina
        Vamos dar conta do país?
        Kkkk

        Maioria dos Tc, Cel e gen nem concurso fizeram
        Deram o nome nos colégios militares e foram direto…

        Resposta
  • 18/02/2018 em 10:13
    Permalink

    Senhores..
    Não embarquem nessas matérias tendenciosas que só servem para semear a desunião na Força!
    Se a reforma deve ou não ser feita, não entrarei no mérito… Mas o Gen nunca disse que os militares deveriam entrar nessa reforma!
    A proteção Social dos militares é diferente da previdência civil, digamos assim…
    Cuidado com as coisas que lêem. Não acreditem em tudo que está publicado… Pesquisem antes de tirar conclusões!

    Resposta
    • 18/02/2018 em 10:51
      Permalink

      O Ten Messias Dias so esta replicando uma noticia da Veja……e comentando………acho o senhor que deveria ir la reclamar.

      Resposta
  • 18/02/2018 em 11:14
    Permalink

    independente da ser falsa ou não… isso é problema de quem fez a matéria e não de quem a reproduziu com os devidos créditos… mas realmente temos um racha … entre os que acordaram e os que ainda estão dormindo deitados em berço esplêndido.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 11:15
    Permalink

    m resposta a Ulisses
    Proteção de quê?
    Olhe o que fizeram conosco com a MP do Mal.
    Desgraçadamente nos destruiu sem MORADIA.
    Vem aqui um borrabotas nojento defender um sangue azul que nem os oficiais gosta dele.
    A entrevista foi dada pelo General sim, seu mequetrefe.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 11:48
    Permalink

    Senhores e senhoras.
    Sou oficial QEMA e posso afirmar que foram várias vezes que o General em questão, chefe do GSI, se apresentou em palestras e reuniões de oficiais na ECEME ditando que era a favor do enquadramento dos militares na Previdência Social. Não foram poucas as vezes e todos ficamos muito entristecidos e revoltados.
    Diga-se que Etchegoyen dizia que oficial que não conhecia os EUA não tinha conhecimento de vida e era limitado.
    Quanto a punição disciplinar também existiu e foi grave.Foi sim cancelada, porém muitos de nós de carreira exemplar não fomos apadrinhados a general.

    Então a matéria apresenta a tônica da verdade e não somos poucos, generais e oficiais superiores, revoltados com a traição do general ministro

    Resposta
  • 18/02/2018 em 11:49
    Permalink

    Só lembrando foi em 2014, quando ele era Ch do DGP foi criada a portaria quebrando a hierarquia nas promoções a QAO, vindo aparecer outras ilegalidade no processo de promoção como falta de transparência, pontuações ilegais e sem motivação pela CPQAO.
    Será que ele está preocupado com a tropa?

    Resposta
  • 18/02/2018 em 12:05
    Permalink

    Há tempos venho já sentindo vergonha dos nossos militares.Qualquer notícia seja sobre o que for já tem me dado náusea.Essa agora me parece ,pseudo intervenção no RJ,deve aumentar ainda mais a desmoralização em que já se encontra as forcas6 armadas ,e esse general será conhecido como mais um bobo da corte de vagabundos que a nossa ditadura de merda deixou que proliferace diante da covardia com que levaram tal ditadura.se fosse um general macho como por exemplo,um Algusto Pinochet, esses bandidos que a anos dirigem nosso país, hoje estariam beijando a bunda do capeta.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 12:45
    Permalink

    Se realmente é verdade desse posicionamento do Gen quanta a reforma é lamentável e quanto a punição, não dá para acreditar que um oficial que foi punido atinja o Generalato, enquanto a gente como praça e sem punição não consegue nem ser promovido a 2° Ten.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 12:49
    Permalink

    Está aí a prova de que a promoção ao Generalato é um ato meramente político.Ele garantiu uma boquinha no Governo, não está e nunca esteve preocupado com seus su ou com a tropa. A punição dele no posto de Major não impediu que ele proseguisse na carreira, ao contrário de tantos outros militares inclusive Oficiais que foram impedidos de serem promovidos por causa de uma punição bem menos grave. Triste saber que os Generais atuais não estão preocupados com seus subordinados ou com a tropa, salvo raras exceções. Sujos.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 13:46
    Permalink

    Esse general Etcheygoten dizia que se algum dia comandasse o Exército a primeira coisa que acabaria seria o meio-expediente, achava um absurdo sermos dispensados as sexta-feira ao meio dia enquanto todo funcionalismo público cumpria integral na sexta. Ele esquece que a nossa carreira é diferenciada (quando saímos de serviço cumprimos uma jornada de 36 horas). Mas ele esquece do tantoss diferenciais e nos trata como iguais. É o que nos chamamos de of sangue azul, baliza toda a tropa pela trajetória de sua carreira que possui vários anos de estudos e outros tantos passados no exterior.

    Resposta
    • 19/02/2018 em 08:01
      Permalink

      Ele esqueceu que a instituição esta falida e sucateada, não tem condições nem de alimentação para muitas unidades.

      Resposta
  • 18/02/2018 em 15:20
    Permalink

    A reforma da previdência já foi implantada aos oficiais do QCO. Portaria 419-EME, 2017.
    Mesmo sendo ilegal, o Exército irá pagar o preço que for necessário para mantê-la.

    Resposta
  • 18/02/2018 em 16:18
    Permalink

    A única forma de defender nosso exército é entrando na justiça e mostrando quem realmente são esses bandidos que denigrem a imagem da força. Bons militares, ao denunciar as ilegalidades de seus comandantes, são punidos, transferidos a revelia e até internados como loucos.

    Resposta
  • 19/02/2018 em 19:40
    Permalink

    Que se lasquem TODOS!
    Lambe botas do US ARMY (vide o patético Bozzonaro prestando continência à bandeira estadunidense, feito um totó amestrado).
    Não há nada de bom que nos traga essa instituição erroneamente chamada de “Exército Brasileiro”.
    Seria mais apropriado ser chamado de “Pelotão de Ocupação e Defesa de Interesses do US ARMY”.

    Resposta
  • 21/02/2018 em 06:28
    Permalink

    Sou Ten QAO. Trabalhei com oito oficiais generais. Três Generais-de-Exército, três Generais-de-Divisão e dois Generais-de-Brigada, inclusive fui Auxiliar de Estado-Maior Pessoal de quatro destes Generais. Posso dizer que conheço muito bem este mundo de gabinete. Graças à DEUS nunca fui puxa-saco. Pelo contrário, em algumas situações entrei em atrito com alguns generais e com a matilha de oficiais que os cercavam babando o ovo para se dar bem. Sempre tive opinião própria sem contudo ferir a hierarquia e a disciplina. Destes, somente um, durante o seus comandos e na sua carreira, preocupou-se em ajudar o seus subordinados ao qual tenho o maior respeito. Mesmo ele estando na reserva até hoje é meu amigo. Generais e coronéis assistentes e suas esposas que usam viaturas funcionais para tratar de assuntos pessoais como: ir ao supermercado, shopping center, cabelereiro, levar filhos no Colégio Militar e na casa de colegas para fazer trabalho escolar, jantares particulares em restaurantes, consultas médicas. Os motoristas, taifeiros e auxiliares são verdadeiros escravos a mercê das manias e das vaidades destes militares e sua esposas. Durante minha carreira procurei observar estes “CHEFES”. E até hoje não entendo como alguns ascenderam ao posto de General. Na verdade eu entendo, pois a promoção é por escolha, ou seja, nada mais que um cargo político e na reunião do Alto Comando funciona assim : vota no meu coronel para general-de-brigada que eu voto no teu general-de-brigada para general-de-divisão e assim por diante. Na época das promoções para general o clima nos gabinetes fica tenso. Durante minha carreira acompanhei várias situações que culminaram em alegria de militares promovidos ou decepção e tristeza de militares preteridos. Tenho certeza que isto não vai mudar nunca, pois neste momento o interesse individual está acima do coletivo. Isso é natural do “ser humano” ou seria “ser desumano”. Mesmo assim honro e tenho orgulho da minha farda porque sei que estes militares são minoria e a grande maioria trabalha para engrandecer cada vez mais a imagem do nosso Exército, mesmo com todas as dificuldades impostas pelo Governantes do nosso País. Tirando uma minoria de maus militares o Exército é a instituição que tem a maior credibilidade perante a sociedade brasileira, pois,nosso trabalho, é servir à Nação.

    Resposta
  • 12/03/2018 em 08:35
    Permalink

    …Para tecermos comentários sobre a reforma da Previdência é necessário ter conhecimento técnico sobre o tema. Qualquer reforma da previdência que não passe por uma reforma política profunda e que não elimine a aposentadoria de político, é coisa para inglês ver, não só é imoral como eleitoreira e discriminadora, isso para não dizer que deve ter interesses individuais ocultos…Quanto aos militares alguém que já esteja aposentado e que venha a opinar sobre o tema, deve saber muito bem do que está falando e apresentar propostas técnicas de solução para o problema. Não basta jogar palavras no ar é preciso um estudo acadêmico sério, pois mexer com a vida das pessoas é algo que se deve fazer com cautela, pois há muito mais coisa em jogo, além do tempo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.